Governo do Distrito Federal
28/03/22 às 13h12 - Atualizado em 8/04/22 às 11h04

Parque Educador inicia atividades do primeiro semestre de 2022

COMPARTILHAR

As atividades do Projeto Parque Educador, realizado pelo Instituto Brasília Ambiental em parceria com as Secretarias de Educação (SEE) e do Meio Ambiente (Sema), foram iniciadas nesta semana. A expectativa é de que 69 escolas sejam atendidas ainda no primeiro semestre de 2022, beneficiando 2.680 estudantes da rede pública de ensino.

 

O educador ambiental e coordenador do projeto, Luiz Felipe Blanco, celebra o retorno das atividades presencias. “A retomada foi muito boa, estávamos ansiosos por isso e as escolas também. Nesse primeiro momento, as escolas estão passando por um processo de readaptação e seguimos confiantes que o restante do semestre será bem produtivo”, ressalta.

 

Já a professora, bióloga e doutora em educação e sustentabilidade, Luzia Carvalho, que atua pelo projeto no Parque Ecológico Águas Claras, enfatiza a importância do conhecimento adquirido pelos alunos nas unidades de conservação. “No parque, eles têm a oportunidade de aprender sobre Cerrado, água, sustentabilidade, biodiversidade, educação ambiental e patrimonial in loco, fazendo trilhas ou caminhando pelo parque”, aponta.

 

Ela ainda destaca o quanto o projeto contribui para a formação da consciência ambiental dos estudantes. “É importante que todos conheçam a biodiversidade e a importância desses espaços para a sustentabilidade do planeta. Queremos melhorar a qualidade de vida dos alunos no dia a dia, por meio desse projeto, porque quando a gente conhece, a gente respeita e cuida”.

 

Integração – O Parque Educador foi criado em 2018 para fortalecer a educação ambiental, ampliar o espaço educativo das escolas públicas e aumentar a integração dos parques com a comunidade. De lá para cá já envolveu 122 escolas e 8.023 estudantes. Para este ano estão previstas a participação de 144 escolas e até 5.760 estudantes em duas edições.

 

A iniciativa ocorre nos parques ecológicos Saburo Onoyama (Taguatinga), Três Meninas (Samambaia), Riacho Fundo, Águas Claras, Sucupira/Esecae (Planaltina) e Monumento Natural Dom Bosco (Lago Sul).

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543