Governo do Distrito Federal
27/06/22 às 11h45 - Atualizado em 30/06/22 às 13h20

Frequentadores destacam boa infraestrutura do Ezechias Heringer

COMPARTILHAR

O Parque Ecológico Ezechias Heringer, administrado pelo Instituto Brasília Ambiental, localizado no Guará, é apontado pelos usuários como um dos locais mais organizados e seguros para a prática de atividades físicas em meio à natureza. A unidade recebe, mensalmente, mais de dez mil visitantes.

 

O militar do Corpo de Bombeiros, Valtemir Alves Ferreira, 76, frequentador assíduo do parque, o descreve como uma unidade bem cuidada, segura, com boa infraestrutura, estacionamento, bebedouros, banheiros entre outras boas condições. “Podemos deixar o carro estacionado e caminhar à vontade na pista, sem preocupações. O contato com a natureza é excelente, podemos fazer atividade física respirando ar sem poluição. É isso que me faz vir sempre a este parque”, afirma.

 

Já a bancária Cibele Silva Oliveira, 38, endossa a tranquilidade do Ezechias Heringer. “Gosto da natureza local, que é muito bem cuidada. Quando estou andando, respiro um ar puro, e faço minha atividade física. O lugar é muito bacana e o ambiente muito familiar”.

 

O Parque Ezechias Heringer é formado por 350 hectares, dividido nas áreas 27 e 28 do Guará. A segunda área contém os equipamentos públicos citados pelos frequentadores e mais sede administrativa, parquinho infantil, quadra de areia, quadras poliesportivas, 2.800 metros de trilha, pista de ciclismo, caminhada e cooper, praça de convivência, entre outros atrativos.

 

Preservação – Sabedores de que o parque é uma Unidade de Conservação, lembram a importância de usá-la com consciência ambiental e acreditam que precisa haver mais compreensão dos frequentadores, porque ainda existem pessoas, por exemplo, que jogam papel no chão dentro do parque. Outras andam de bicicleta com muita velocidade trazendo risco de atropelar quem está pé. “Então, é necessário ter mais cuidado da parte de quem usa este espaço tão especial. Mais conscientização, pois o parque é um lugar que precisa ser preservado”, enfatiza o militar Valtemir Ferreira.

 

A Unidade de Conservação foi criada em 1960, com o objetivo de preservar as margens do córrego Guará, que abastece o Lago Paranoá. Mas sua criação legal só se deu em 1998 pela Lei 1.826. Seu nome é uma homenagem ao agrônomo pioneiro Ezechias Heringer, que dedicou sua vida a estudar a flora e a fauna do Cerrado.

 

O parque possui Cerrado típico, campos de murundus e densa mata de galeria. É dotado de grande biodiversidade, um lugar onde em meio à caminhada pode-se, por exemplo, deparar-se com uma lobelia brasiliensis, planta endêmica que representa bem a flora do parque. Está aberto à visitação todos os dias, das 6h às 22h.

 

Clique AQUI e veja o vídeo

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543