Governo do Distrito Federal
25/11/22 às 8h20 - Atualizado em 25/11/22 às 8h22

Educadores Ambientais elaboram carta de intenções

COMPARTILHAR

A Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental (Ciea), que tem a Unidade de Educação Ambiental (Educ) do Instituto Brasília Ambiental à frente de sua secretaria-executiva, elaborou e vai entregar a Carta de Intenções sobre a Educação Ambiental no Distrito Federal para o governador reeleito, Ibaneis Rocha, e para a Câmara Legislativa do Distrital Federal (CLDF). O documento é o resultado do 14º Encontro de Educadores Ambientais do DF, realizado nessa quarta-feira (22), na sede da Caesb, com mais de 100 participantes. A data da entrega ainda não foi definida.

 

De acordo com o chefe da Educ do Brasília Ambiental, Marcus Paredes, a carta tem o objetivo de contribuir com o novo processo de gestão que inicia em janeiro, orientando os gestores sobre a importância da educação ambiental. Segundo Paredes, o encontro foi um sucesso, principalmente pela sua representatividade. “Contou com a presença de quase todos os atores da educação ambiental no DF. Tivemos qualidade no debate, que se aprofundou mais nas questões da gestão e da política, com avaliações do futuro da educação ambiental em um posicionamento um pouco mais político”, avalia.

 

 

Entre as propostas do documento, consta a retomada das Conferências Nacionais de Meio Ambiente, que cumprem importante papel de promoção do diálogo e da participação da sociedade brasileira no desenvolvimento das políticas públicas envolvendo meio ambiente e a educação ambiental. Constam, também, o fortalecimento e a ampliação do quadro de servidores que atuam com educação ambiental nos mais diversos órgãos ou áreas relacionadas, por meio de concursos públicos. E, ainda, a manutenção de programas de formação continuada.

 

Outros pontos de destaque do documento são: a retomada da Política de Juventude e Meio Ambiente, inclusive da promoção e cooperação para realização das conferências infantojuvenis de meio ambiente e o resgate e a instituição do Programa de Escolas Sustentáveis, entre outros.

 

Atuação

A carta conta, entre outras propostas, com sugestão para que se elabore um programa voltado ao fomento e à atuação das universidades e instituições de ensino superior em geral, como polos de iniciativas de ensino, pesquisa, extensão e gestão de políticas e iniciativas de educação ambiental. Além de um balanço das ações desenvolvidas pela Ciea nos anos de 2021 e 2022, fez parte da programação do evento a palestra virtual da especialista em educação ambiental, integrante da Rede Brasileira de Educação Ambiental, Jacqueline Guerreiro Aguiar. Ela fez um resgate histórico do tema no Brasil, sua gestão política, destacando os principais desafios da área nos dias atuais.

 

A Ciea foi regulamentada por meio do Decreto nº 31.129/2009 com o objetivo de fomentar a educação ambiental e estimular, bem como acompanhar e avaliar, a política distrital de educação ambiental. A comissão é composta por representantes do Brasília Ambiental, das secretarias de Meio Ambiente (Sema), de Educação (SEE), Agricultura (Seagri), Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), além da Caesb e instituições de ensino, entre outras organizações.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543