Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/12/17 às 0h15 - Atualizado em 17/12/18 às 11h25

Workshop propõe união de esforços no combate à crise hídrica

Pelo menos 120 técnicos ligados a órgãos ambientais ou de pesquisa do Distrito Federal participaram, nesta quinta-feira, 7, do primeiro Workshop sobre Nascentes e outros conceitos relacionados aos Recursos Hídricos, uma oportunidade criada para debater a atual crise hídrica enfrentada pelo DF e Entorno. Promovido e organizado pelo Instituto Brasília Ambiental (IBRAM), o evento ocorreu na Escola de Governo (Egov) e teve palestras de especialistas do próprio Instituto, da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), da Universidade de Brasília (UnB), da Emater e da Embrapa.

“Esse workshop tem grande importância nesse momento de crise hídrica e combate as ocupações irregulares que tanto atrapalham nossa rede pluvial. Precisamos avançar nas políticas públicas e fortalecer o trabalho desenvolvido no DF na área ambiental”, avaliou o secretário de Meio Ambiente do Distrito Federal (SEMA), Igor Tokarski, ao abrir o encontro. Para a superintendente de Estudos, Programas, Monitoramento e Educação Ambiental (SUPEM) do IBRAM, Vandete Maldaner, o propósito é também estimular o dialogo entre especialistas dos vários órgãos e alinhar esforços nos estudos e na avaliação do quadro, em busca de soluções. Além de aprimorar o conhecimento técnico sobre o assunto. “A expectativa é que esclareçamos dúvidas conceituais, achemos pontos de convergências e mostremos um pouco do nosso trabalho no Distrito Federal. Não só do IBRAM, mas de outros órgãos envolvidos com a questão ambiental”, diz ela.

workshop

Clique na imagem e confira a galeria de fotos

Segundo um dos palestrantes, o professor da UnB Luciano Soares da Cunha, “é cada vez mais necessário” a uniformidade de conceitos, em lugar da criação de novos, para que se achem soluções e se possa manter a função hídrica das nascentes e bacias da região. “Precisamos fazer um pacto e unificar os esforços para se garantir a gestão hídrica do DF”, diz ele, sugerindo também que se desenvolvam estratégias para sensibilizar os infratores, em vez de puni-los apenas. “Precisamos trazê-los para o nosso lado, mostrar a gravidade do problema”, completa.

Também participaram do evento o presidente do IBRAM, Aldo César Fernandes, o secretário Geral Ricardo Roriz, a superintendente de Gestão de Áreas Protegidas (SUGAP), Lia de Sá, o superintendente de Fiscalização, Marcos Felix, além de Raquel Brostel, representando a Caesb, Alexandre Brandão, da Codeplan e Icléa Silva, da Emater. Segundo uma das organizadoras do encontro, a gerente de Recursos Hídricos Karine Karen , a idéia é promover outros eventos semelhantes ao longo do próximo ano.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543