Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/09/16 às 14h09 - Atualizado em 17/12/18 às 11h25

Virada do Cerrado 2016 deixa grande legado ambiental

As folhas secas à beira do lago na altura do Estacionamento 10 formam o cenário do último dia da Virada do Cerrado deste ano na programação do Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek. A segunda edição do evento começou no dia 7, com a abertura durante as comemorações de 56 anos do Lago Norte, e terminou oficialmente no último domingo (11), Dia Nacional do Cerrado. Foram mais de 500 atividades, em quase 30 regiões administrativas de Brasília e no município goiano de Padre Bernardo.

A programação do último dia oficial da Virada do Cerrado 2016 contou com teatro de fantoche, passeio em grupo com cachorros, dança de roda, meditação, debates e feira de produtos do Cerrado e tecnologias sustentáveis. Além disso, quatro tendas com as temáticas Fogo, Ar, Ar e Água também ofereceram atividades durante todo o dia no Parque da Cidade. Um dos eventos que mais chamou a atenção do público ocorreu na Tenda Ar, com uma mesa de diálogo sobre mudanças climáticas. Estiveram presentes na conversa a ex-senadora Marina Silva, o ator Marcelo Serrado e outros envolvidos com a causa de preservação do meio ambiente.

O investimento da Secretaria do Meio Ambiente em todas as mais de 500 ações oferecidas foi de R$ 500 mil. “É um evento colaborativo, construído com a participação da sociedade civil, do governo e da iniciativa privada”, resumiu André Lima, que comanda a pasta.

IBRAM
O Instituto Brasília Ambiental (Ibram), parceiro da SEMA nesta Virada do Cerrado, participou de diversas atividades ao longo dos cinco dias de programação. Educação ambiental, debates e exposições de equipamentos utilizados no monitoramento ambiental do órgão estão entre as ações que contaram com o suporte do Ibram. Além disso, um stand da ouvidoria do Instituto ficou aberto ao público no último dia de programação.

Para a presidente Jane Vilas Bôas, a Virada foi uma ótima oportunidade para aproximar ainda mais o Instituto dos cidadãos. “É muito inspirador observar a vontade da população de participar da gestão e contribuir para a construção de uma política ambiental mais justa e democrática”, afirmou.

Preparação para a Virada do Cerrado 2017

O encerramento oficial da Virada do Cerrado foi neste domingo, mas ainda estão programadas atividades em setembro em Planaltina, nos dias 27 e 30, e em Samambaia, nos dias 25 e 26. O secretário do Meio Ambiente explica que elas já marcam uma preparação para a edição de 2017. “Nós aumentamos a quantidade de eventos, a qualidade das ações oferecidas e queremos que no ano que vem tudo esteja melhor ainda, com mais parceiros, mais atrações.”

Reserva da Biosfera do Cerrado

Para garantir o avanço das políticas públicas de preservação do Cerrado, o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, assinou no dia 9 dois decretos de valorização do bioma. Um deles cria o Comitê Distrital da Reserva da Biosfera do Cerrado, colegiado que vai coordenar a implementação da reserva no Distrito Federal e contribuir para a integração do desenvolvimento sustentável. O outro institui o programa-piloto Preserva Cerrado, que tem como foco novas metodologias de compensação ambiental para recuperação do bioma. Ambos serão coordenados pela Secretaria do Meio Ambiente.

“Sabemos que estamos em um local que é a verdadeira caixa d’água do Brasil, já que aqui nascem importantes bacias hidrográficas. Precisamos não só garantir essas políticas como contamos com a população para atuarmos de forma mais eficaz”, disse o governador, durante solenidade no Centro de Excelência do Cerrado (Cerratenses), no Jardim Botânico. A assinatura integrou a programação da Virada do Cerrado.

O comitê criado por decreto deverá apontar áreas e propor estratégias para a implementação das reservas da biosfera, prevista para todas as unidades federativas, de acordo com o Código Florestal Brasileiro. No DF, como o Cerrado é o bioma predominante, o grupo terá como função promover a integração das políticas públicas locais com os planos plurianuais dos governos distrital e federal de forma sustentável. “Essa é uma grande inovação em política de sustentabilidade. Seremos exemplo para as outras cidades brasileiras”, comemorou o secretário de Meio Ambiente, André Lima, que coordena o grupo.

O colegiado será composto por 28 membros — 14 representantes do poder público e 14 da sociedade civil. O mandato será de dois anos, permitida a recondução ao cargo. Entidades interessadas em participar do comitê deverão se credenciar na Secretaria do Meio Ambiente em um prazo de 30 dias a partir da publicação do decreto no Diário Oficial do Distrito Federal.

Com informações da Agência Brasília.

Confira fotos da participação do Ibram na Virada do Cerrado:

IMG 1514  IMG 1561  IMG 1594


IMG 1604  IMG 1632  IMG 1658

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543