Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/11/17 às 19h58 - Atualizado em 17/12/18 às 11h25

Sol Nascente: IBRAM vai auxiliar Defesa Civil e Novacap no combate a erosões

Convidado pela Novacap e pela Defesa Civil, o Instituto Brasília Ambiental (IBRAM) passa a integrar o Comitê de Obras de Infraestrutura do Sol Nascente. O convite se deu pelo fato da parte periférica daquela região está tomada por erosões formadoras de buracos, que chegam a 50 metros de profundidade com extensões de mais de 500 metros. O pedido de auxílio ao órgão ambiental foi direcionado à Gerência de Recuperação Ambiental (GEREA), que trabalha com erosões, e integra a Coordenação de Flora (COFLORA) da Superintendência de Gestão de Áreas Protegidas (SUGAP).

A inserção do Instituto no Comitê ocorreu em reunião, realizada na manhã desta terça-feira (7), no canteiro de obras do Sol Nascente, seguida de atividade de campo, na qual foram visitados três locais específicos. Nesses locais as erosões já atingem alguns barracos. “A situação é realmente muito crítica e preocupante”, afirma Alisson Neves, coordenador da COFLORA. Sua impressão do caso foi endossada pela gerente de recuperação ambiental, Luciana Pivello.

Como resultado da reunião, ficou acertado que a Defesa Civil vai apresentar um relatório para o IBRAM em dois dias, a contar de hoje. A partir desse relatório, o Instituto vai iniciar junto com a própria Defesa Civil e a Novacap, ações emergenciais. A Novacap será a executora dessas ações, com a anuência do IBRAM. O objetivo é impedir que os buracos, já grandes, aumentem ainda mais, numa situação de agravamento que prejudicará mais moradores daquela região.

Alisson Neves destaca, porém, que o IBRAM entra no Comitê com a garantia, dos outros órgãos participantes, de que assim que forem tomadas as providências emergenciais, medidas a médio e longo prazo serão realizadas para a erradicação, de fato, das erosões e prevenção. “O IBRAM participará, do ponto de vista ambiental, da construção dessas medidas”, garante o coordenador.

Sol Nascente – localizada na região administrativa da Ceilândia, o Sol Nascente conta atualmente com cerca de 95 mil habitantes. A região foi toda ocupada irregularmente. “Houve supressão da vegetação nativa,  aterramento de nascentes – muito comuns no local -, entre outras ações degradadoras do meio ambiente, como em toda ocupação irregular. A natureza tem a sua maneira de cobrar as agressões que sofre”, explica Alisson Neves, quando questionado sobre a causa de tamanhas erosões. Segundo ele o quadro se torna mais grave ainda devido à chegada do período das chuvas.

 

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543