Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/05/14 às 15h44 - Atualizado em 17/12/18 às 11h24

Semarh realizará Blitz Ambiental sobre poluição sonora

A poluição sonora no DF gerou, somente este ano, até 01 de maio, 162 reclamações à Secretaria do Meio Ambiente e ao Instituto Brasília Ambiental. Em comparação ao mesmo período no ano passado, os números mostram que o cenário sofreu queda de 67,2%. Entre as principais reclamações de poluição sonora, no DF, segundo a ouvidoria do GDF, estão as de estabelecimentos comerciais, bares, igrejas, shows, carros de som e lojas de eletrodomésticos.

Em comemoração ao Dia Mundial de Conscientização sobre o Ruído, comemorado em 30 de abril, a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do DF (Semarh) irá promover uma Blitz Ambiental. Durante a ação, será distribuído material informativo e serão realizadas pesquisas para avaliar a opinião da população quanto às questões de poluição sonora no DF.

“Somente com medidas educativas poderemos melhorar o quadro. Nós do órgão ambiental estamos atentos ao assunto porque sabemos o quanto a poluição sonora pode ser prejudicial para aqueles que estão expostos aos ruídos”, explicou o subsecretário de Saúde Ambiental, Luiz Maranhão. Ele acrescenta ainda que a diminuição no número de chamados se deve ao trabalho de sensibilização feito com a comunidade. Acreditamos que este é um bom caminho para que se entenda melhor as ações de contenção dos órgãos ambientais. “Não queremos uma cidade sem vida, buscamos o equilíbrio da boa convivência”, completa Maranhão.

 

Monitoramento dia-a-dia

O trabalho é feito mediante denúncia e cumprido de acordo com as normas da ABNT e da legislação de Poluição Sonora. “Não trabalhamos pelo silêncio e sim pelo equilíbrio da boa convivência entre o barulho “educado” e as pessoas”, diz o subsecretário.

As ações de conscientização são feitas diariamente por meio do programa Soa Bem, gerenciado pela Semarh. O monitoramento dos barulhos de bares, por exemplo, já está mapeado em toda a Asa Norte e Asa Sul e agora o trabalho está sendo feito no Guará. “Os dados são importantes para mapearmos as principais reclamações, assim como o perfil dos bares para traçarmos políticas públicas eficientes”, conclui ele.

O objetivo do programa é conscientizar, neste caso dos bares, por exemplo, tanto o freqüentador, o dono do bar e também a comunidade que mora próximo ao estabelecimento. Tratamentos acústicos, horários diferenciados de abertura e de exposição do som mecânico ou eletrônico, aconselhamentos aos freqüentadores, distribuição das mesas e do mobiliário são algumas das ações propostas a fim de um melhor convívio. “Não nos interessa que os bares parem de ter apresentações artísticas, pelo contrário somos a favor dos artistas, dos músicos, apenas orientamos para que haja um bom senso no volume e horário adequado para a exibição. Desta forma estaremos equilibrando o meio ambiente”, explica Luiz.

A blitz será na Rodoviária do Plano Piloto, nesta sexta-feira (16), a partir das 15h. 

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543