Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/05/20 às 7h55 - Atualizado em 29/05/20 às 10h08

SEMA e Brasília Ambiental tomam medidas para o combate aos incêndios florestais

A seca se aproxima e a Secretaria do Meio Ambiente (SEMA) e o Instituto Brasília Ambiental estão tomando todas as providências para que ela cause o menor dano possível para a fauna e a flora do DF. Uma delas é a produção do edital de contratação temporária de brigadistas florestais combatentes, supervisor de brigada e chefe de esquadrão. E outra, a criação da Diretoria de Prevenção de Combate aos Incêndios Florestais.

 

Inserida na Superintendência de Unidades de Conservação, Biodiversidade e Água (Sucon), a Diretoria de Prevenção coordenará as ações do órgão para prevenir e combater os incêndios florestais nas unidades e parques, sendo conduzido pelo biólogo Pedro Paulo de Melo Cardoso, que anteriormente atuava no Jardim Botânico de Brasília (JBB).

 

Ao todo serão contratados 148 brigadistas florestais combatentes. Eles vão atuar de junho a novembro deste ano, período de emergência ambiental no DF. Nesses seis meses serão servidores do Instituto. A previsão é que a publicação do edital ocorra até o início de junho.

 

O superintendente de administração geral do órgão, Ricardo Roriz, explica que a seleção será feita por meio de avaliação curricular. Este ano, excepcionalmente, não terão testes de aptidão física e de utilização de ferramentas agrícolas (thufa), porque causariam aglomeração.

 

“Abrimos mão em virtude da necessidade do distanciamento social, causada pela pandemia que estamos vivendo. Os candidatos a brigadistas assinarão uma declaração de que têm aptidão, que conseguem manusear ferramentas agrícolas, e a partir do currículo faremos a seleção”, esclarece Roriz.

 

Segundo o superintendente, estão correndo também no Instituto, tanto por compensação ambiental como por orçamento próprio do órgão, processos paralelos para aquisição de ferramentas e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para uso desses contratados.

 

Com relação aos veículos para deslocamentos, serão utilizados os do próprio órgão. Entre salários, ferramentas e EPIs serão alocadas recursos em torno de R$ 3 milhões, provenientes do Plano de Prevenção de Combates à Incêndios na Floresta (PPCIF) da Secretaria do Meio Ambiente.

 

Roriz ressalta que as duas medidas tomadas são ações para evitar e combater os grandes incêndios possíveis de ocorrer nesta época, e que trazem prejuízo ao meio ambiente local. Depois que o edital for publicado, a expectativa é que em 15 dias os brigadistas já estejam selecionados, empossados, e sendo encaminhados às dez bases, estrategicamente localizadas, para que eles possam se deslocar a tempo em atendimento aos locais de queimadas.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543