Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/10/13 às 20h12 - Atualizado em 17/12/18 às 11h24

Salto do Tororó será integrado ao patrimônio do GDF

“Esta é uma ação preventiva para preservar um monumento natural, que num futuro próximo estará dentro de uma região muito urbanizada”. A declaração é do secretário de meio ambiente, Eduardo Brandão, feita nesta quinta-feira (10/10), durante assinatura do Termo de Compromisso que transfere de particulares para o Governo do Distrito Federal uma área de 60 hectares, localizada na rodovia DF 140, Região Administrativa de Santa Maria, nas margens do córrego Pau de Caixeta, que inclui o Salto do Tororó.

O Termo de Compromisso foi assinado pelo secretário, pelo presidente do Ibram, Nilton Reis e pelos representantes do consórcio JCG/Santa Mônica. “O Salto do Tororó, que já é popularmente usado para a prática de rapel e caminhadas, vai passar a ser administrado pela Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), via Instituto Brasília Ambiental (Ibram)”, explica o secretário.

Nilton Reis ressalta que a transferência da área é fruto da compensação florística e ambiental do residencial Santa Mônica, também localizado em Santa Maria.

O representante do consórcio, Eduardo Lemos, que desde 1980 cuida do salto do Tororó, ressaltou a importância da assinatura do Termo de Compromisso. “Vai dar chance de se criar uma unidade de conservação de alta relevância para Brasília. A cidade vai ganhar mais um ponto turístico com foco no meio ambiente, e isso é extremamente importante”, disse.

Eduardo Brandão ressaltou que está previsto que a região, onde se encontra a área transferida para o GDF, comporte um milhão de habitantes nos próximos 30 anos. “Por isso estamos nos adiantando. O Salto, com toda sua beleza natural, será um tesouro preservado dentro de uma área extremamente urbanizada”, enfatizou.

Parque do Tororó – “A região do Tororó já conta com um parque que recebeu o mesmo nome do salto, e já existem estudos para a ampliação da poligonal desse parque de modo a incluir nova área de 60 hectares”, informa Nilton Reis.  

O presidente do Ibram informa também que o Parque do Tororó já conta com recursos de compensação ambiental, oriundo do empreendimento Complexo Aldeia do Cerrado, no valor de R$ 3,7 milhões para sua infraestrutura. Ele lembra que há previsão para o início das obras ainda este ano.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543