Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/04/17 às 16h46 - Atualizado em 17/12/18 às 11h25

Saburo Onoyama: Conheça a origem do parque

Criado pelo decreto 17.722 de 1º de outubro de 1996, o Parque Ecológico Saburo Onoyama possui não apenas vegetação e fauna abundantes, mas também uma rica história. Relatos e documentos da época mostram que, na década de 1950, o agricultor e botânico japonês Saburo Onoyama recebeu a missão de vir ao Brasil para auxiliar na implantação da nova capital do país.

O pedido de ajuda teria sido feito pelo próprio Jucelino Kubitschek ao então imperador do Japão, Hirohito, e o objetivo seria o de mostrar as potencialidades do Cerrado para a agricultura. Ao chegar ao Planalto Central, Onoyama recebeu de JK as terras que compreendem desde a Floricultura Onoyama até a região conhecida como Boca da Mata, em Taguatinga. Ele de fato conseguiu cultivar uma grande variedade de espécies e o objetivo de sua missão foi alcançado.

Com o passar dos anos, já com uma idade avançada, Saburo decidiu devolver parte das terras recebidas com a condição de que fossem preservadas as suas benfeitorias. Anos mais tarde, o Parque Ecológico Saburo Onoyama foi criado.

Vai Quem Quer – Durante vários anos o Parque Ecológico Saburo Onoyama foi conhecido informalmente como “Vai Quem Quer”. Ocorre que o espaço conta com duas piscinas construídas na década de 1980. Ao contrário da maioria dos clubes à época, não havia exigência de carteirinha para se desfrutar dos equipamentos, o que motivou o apelido.


IMG 20170330 145608                                                            Piscina do Parque Ecológico Saburo Onoyama


Com a criação do Instituto Brasília Ambiental (IBRAM), em 2007, o espaço passou a ser administrado pelo órgão e, desde então, as piscinas passaram por reformas e seguem funcionando para a alegria dos mais de cinco mil frequentadores semanais.

O parque conta ainda com 1.270 metros de trilhas pavimentadas que se interligam. No local há também trilhas naturais, oito pontes de madeira, três parques infantis, oito churrasqueiras, quadra de areia, oito quadras de esportes, área para piquenique e sede administrativa. Há também muitas nascentes, frutas típicas, como buriti e coquinho do cerrado, e diversas outras árvores frutíferas exóticas.

Segundo um dos agente de unidade de conservação responsável pela área Juliano Queiros, “é muito importante ressaltar aos usuários a colaboração no descarte correto do lixo para que não prejudiquem a fauna e a flora da unidade”.


Serviço:
Parque Ecológico Vivencial SaburoOnoyama
Endereço: St. C Sul QsdAeQsc 26 – Taguatinga Sul, Brasília – DF
Entrada franca
Aberto todos os dias das 6h às 18h
Informações: (61) 3352-2102
Piscinas: Abertas de quinta a domingo das 9h às 16h

 

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543