Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/05/20 às 9h44 - Atualizado em 4/06/20 às 8h39

Realizações e desafios marcam os 13 anos do Brasília Ambiental

Reunião por videoconferência em época de teletrabalho.

O Instituto Brasília Ambiental completa 13 anos nesta quinta-feira (28). Ao entrar na “adolescência”, servidores e gestores consideram que o órgão tem realizações a comemorar, desafios a vencer e, mesmo em meio a uma pandemia, conseguiu manter o ritmo de trabalho a todo vapor e cumpre sua missão junto à sociedade, que é de executar as políticas públicas de meio ambiente e de recursos hídricos do Distrito Federal.

 

Na presidência interina do órgão há mais de 60 dias, Cláudio Trinchão, que acumula o cargo de secretário-geral, deixa claro os motivos para comemorações. “Com o apoio do governador Ibaneis, do secretário do Meio Ambiente, Sarney Filho e o trabalho desenvolvido pelo ex-presidente Edson Duarte, tentamos dar continuidade a tudo que estava sendo feito, fortalecemos muito o teletrabalho com reuniões constantes. Não perdemos o ritmo em nenhum momento, pelo contrário, até aceleramos e superamos metas”.

 

Os números no setor de licenciamento constatam a superação de metas, apesar da situação atípica provocada pelo coronavírus. Na comparação com abril de 2019, a Sulam apresentou ótimo resultado, aumentando em 22%, e no acumulado dos quatro primeiros meses de 2020, os dados superaram 23% do último ano.

 

Fiscais nas ruas durante força-tarefa do GDF, para conscientizar a população ao uso das máscaras faciais protetivas contra a Covid-19

Já na área de Fiscalização, além de manter o trabalho, atendendo a emergências, 28 auditores ficais foram às ruas este mês, contribuindo com a força-tarefa do GDF, que visou conscientizar a população para o uso das máscaras faciais protetivas contra o vírus.

 

O órgão mantém também, por meio de parcerias com as comunidades locais e outros órgãos do GDF, a implantação dos parques. Exemplo é o Parque Ecológico do Tororó, localizado no Jardim Botânico, que está em preparação para ser totalmente implantado em junho, quando completa 15 anos.

 

Mais ações – Outra realização inovadora é a criação da Diretoria de Prevenção de Combate aos Incêndios Florestais. Esta ação, somada à elaboração do edital para a contratação de brigadistas florestais e ao trabalho da Educação Ambiental, que criou a Cartilha do Fogo e o projeto Observadores de Fumaça, entre outras medidas, revelam que o Instituto atua de forma planejada, antecipando-se aos desafios futuros, neste caso, os incêndios consequentes da seca que se aproxima.

 

Cláudio Trinchão ressalta a marca desta gestão. “Trabalhamos focados no planejamento estratégico, com a definição de indicadores, metas e objetivos para que, ao final de nossa gestão, em 2022, tenhamos alcançado bons resultados”.

 

Entre as ações que estão em andamento, o gestor destaca as discussões da Política Geral de Atendimentos da Instituição, Política de Recursos Humanos, Metodologia de Gestão da Carteira de Autos de Infração, e também de gestão de créditos oriundos das compensações ambiental e florestal. “Muito coisa está em curso. São muitos desafios. Acredito que daqui há dois meses teremos excelentes novidades”, comemora.

 

Frequentadores no Parque Ecológico Ezechias Heringer

Na área de Comunicação também, mesmo em teletrabalho, houve avanços. Foi lançado o produto Minuto Ambiental, que leva às redes sociais, por meio de vídeo, informações semanais sobre o órgão. E todas as mídias sociais do órgão tiverem incremento em postagens e seguidores. E em breve será lançado o Podcast Papo Ambiente, com o objetivo de informar a população como funciona a autarquia e assuntos relativos ao meio ambiente.

 

Representações – O presidente da Associação de Auditores Fiscais de Controle Ambiental (AFICAM), David Lago Ferreira, reforça que o Brasília Ambiental é um ambiente de trabalho com desafios diários, e acrescenta que isso permite a cada servidor crescer como pessoa e como profissional.

 

Para David cada conquista acontece devido a excelência dos servidores e colaboradores do órgão. “Percebemos um esforço para a melhor entrega da gestão das Unidades de Conservação, biodiversidade, licenciamento, monitoramento, auditoria e fiscalização ambiental, entre outras áreas. Quando se trabalha em conjunto, o crescimento é inevitável. A cada ano estamos mais fortes e o órgão ambiental do DF se estabelece como autarquia digna de tanto reconhecimento”, destaca.

 

O presidente da Associação de Servidores do órgão (Asibram), Alisson Santos Neves, também endossa o enfrentamento de desafios pelo órgão e a participação dos servidores. “A Asibram celebra com alegria os 13 anos do Instituto, marcados por uma trajetória com grandes desafios, que promoveram o amadurecimento institucional, assim como o do seu quadro de servidores”.

 

Segundo Neves, a história do órgão registra grandes conquistas, resultados do engajamento, profissionalismo e responsabilidade de cada servidor. “Contudo, a cada dia seremos mais desafiados na missão de defender o meio ambiente, na busca incansável em garantir o que está previsto no artigo 225 da Constituição, que é o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, inclusive, para as futuras gerações, e que é dever do poder público e da coletividade assegurar isso”, lembra.

 

Confira o vídeo comemorativo pelos 13 de existência do Instituto Brasília Ambiental:

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543