Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/06/20 às 11h29 - Atualizado em 24/06/20 às 11h33

Queimada prescrita é realizada na Esecae para evitar incêndios

 

Como forma de prevenção nesta época do ano contra riscos de incêndios florestais, uma equipe composta pelo Brasília Ambiental, Jardim Botânico, Corpo de Bombeiros, ICMBio e Prevfogo realizaram, na tarde desta quarta-feira (10), ação de queima prescrita dentro da área da Estação Ecológica Águas Emendadas (Esecae). O local também já recebeu a prática de aceiro mecânico. A medida de segurança teve a coordenação da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), por meio do Plano de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (PPCF).

 

Esta é mais uma ação do Governo do Distrito Federal, que tem como objetivo mitigar os incêndios florestais no Cerrado – somadas entre outras – com a abertura de edital para contratação temporária de 148 brigadistas florestais combatentes e a criação da Diretoria de Prevenção de Combate aos Incêndios Florestais (DIPCIF) do Instituto Brasília Ambiental.

 

A queima prescrita e a produção de faixas de aceiros estão previstas no PPCIF, coordenado pela Secretaria do Meio Ambiente, feitas em áreas e períodos específicos. Tem como objetivo consumir o material combustível acumulado, preservando a diversidade biológica.

 

“É mais uma ação de prevenção que o Governo vem realizando em conjunto com diversos órgãos que compõem o Plano de Prevenção, tendo o apoio a Sema”, afirmou a coordenadora do PPCIF, Carolina Schubart.

 

Segundo explicou o diretor da DIPCIF, o biólogo Pedro Paulo Cardoso, tanto a queimada prescrita e o aceiro são formas de prevenir os incêndios florestais. “Mas requer muito cuidado e tem que ser feito por pessoas treinadas, capacitadas para o manuseio e controle do fogo”, completou.

 

O Grupo Executivo do Plano de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais do DF é composto por: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF), Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb), Aeronáutica, Marinha, Corpo de Bombeiros (CBMDF), Secretaria de Saúde, Jardim Botânico de Brasília (JBB), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Brasília Ambiental.

 

A Lei Federal nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, chamada de Lei de Crimes Ambientais, estabelece multa de R$ 1 mil por hectare ou porção de área irregularmente queimada. Se o fogo atingir unidades de conservação, a multa é aumentada em 50%.

 

Santuário das águas – A Estação Ecológica Águas Emendadas é uma das mais importantes reservas naturais do Distrito Federal, onde ocorre o fenômeno único da união de duas grandes bacias da América Latina: a Tocantins/Araguaia e a Platina, em uma Vereda de 6 km de extensão. Essa característica faz dela um dos acidentes geográficos de maior expressão existentes no território nacional: as águas que ali brotam correm em duas direções opostas.

 

A Esecae engloba também a Lagoa Bonita, nascente do Ribeirão Mestre D’Armas e local de relevante beleza e importância ambiental. Sua área de Cerrado, praticamente intacta, abriga fauna ameaçada de extinção, como a anta, a suçuarana, o tamanduá, o lobo-guará, entre outros, sendo de grande importância para a realização de pesquisas científicas.

 

Por se tratar de uma Unidade de Conservação de Proteção Integral, as visitações são restritas e apenas ocorrem de forma guiada.

 

Brasília Ambiental - Governo de Brasília

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543