Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/07/16 às 13h21 - Atualizado em 17/12/18 às 11h25

Piscina do Parque Saburo Onoyama é reaberta

Rachadura no piso e problemas elétricos levaram à interdição do espaço em setembro de 2015


Uma das opções de lazer de Brasília voltou a funcionar depois de nove meses interditada. A piscina do Parque Saburo Onoyama, em Taguatinga, foi reaberta ao público no sábado (25). O espaço estava fechado desde setembro de 2015 em razão do aparecimento de uma rachadura no piso e de problemas na fiação do sistema de bombas. Com a reforma, a fibra de vidro do fundo da piscina e os cabos elétricos foram trocados. O custeio se deu por compensação ambiental da Direcional Engenharia.

A reforma do piso da piscina custou R$ 129,6 mil, executada por empresa contratada pela construtora, a Blue Water. “Apesar de ter sido uma rachadura, tivemos de substituir toda a fibra de vidro. Com o tempo, o peso da água poderia aumentar a abertura e intensificar o dano”, explica o gerente de Manutenção e Concessão de Uso em Unidades de Conservação do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), André Luiz Cordeiro. Por ocasião da rachadura, também foi descoberta a avaria elétrica. A troca do cabeamento ficou em R$ 16,5 mil.


A compensação ambiental também inclui a manutenção e a limpeza da piscina, no valor de R$ 14,1 mil. A contratação de salva-vidas, ao custo de R$ 18.136 também é contemplada pelo contrato de duração de nove meses, a partir da reabertura da piscina. A estrutura tem 2 mil metros quadrados, considerando toda a área cercada, e capacidade para 20 milhões de litros. São 30 metros de largura, 50 metros de comprimento e capacidade para 800 pessoas por dia.

 

Na área infantil, a profundidade máxima é de 80 centímetros e, na adulta, de 1,8 metro. “Vem gente de todas as regiões administrativas do Distrito Federal e até mesmo do Entorno para aproveitar a piscina”, diz o agente de unidade de conservação do Parque Saburo Onoyama Juliano Souza. Para ele, a função social da piscina é muito importante. “Idosos que fazem aula de pilates logo cedo esperam a piscina abrir para dar um mergulho. Adolescentes vêm bastante também”, observa.


O Ibram e a Secretaria de Saúde estudam parceria para a realização de exame médico dos frequentadores da piscina. Ainda que a medida não seja uma obrigação prevista na legislação, ela tem o objetivo de garantir a saúde de todos os que usam o espaço. Por enquanto, o atestado não é uma exigência para o acesso à área.

 

Horário de funcionamento da piscina do Parque Saburo Onoyama
De quinta-feira a domingo
Das 9 às 16 horas
Entrada gratuita
Área Especial, Taguatinga Sul (atrás da QSC 25 e perto do Lar dos Velhinhos)

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543