Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/11/16 às 20h23 - Atualizado em 17/12/18 às 11h25

Pesquisadores reveem Programa de Pesquisa da Esecae

Pesquisadores de várias instituições do Distrito Federal participaram de uma oficina na sede da Estação Ecológica de Águas Emendadas (Esecae), nesta quinta-feira (24/11), para rever o Programa de Pesquisas da Unidade, que é um dos instrumentos do Plano de Manejo da UC, feito em 2009. A iniciativa é do Instituto Brasília Ambiental (IBRAM) em parceira com a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal (Adasa).

De acordo com o mediador da oficina, o consultor em meio ambiente Luiz Augusto Bronzatto, o evento é um movimento exploratório inicial. “Estão sendo trazidas muitas contribuições de pesquisadores com até mais de dez anos nessa área. A ideia é que o IBRAM e a Adasa peguem os resultados desse encontro, façam tratamentos, somem com as leituras dos próprios órgãos sobre pesquisa dentro da ESECAE, e o resultado disso é que dará amplitude a esse processo”, esclareceu.

Bronzatto explicou que a necessidade de revisão foi constada pelo próprio IBRAM diante da observação que já faz algum tempo que o atual programa foi pensado – e há previsão de revisão do Plano de Manejo a cada cinco anos –, e ainda que ele foi feito dentro de um processo muito verticalizado. “Chegaram à conclusão que muitos desses temas de pesquisa hoje em dia não fazem mais sentido, tendo em vista o processo de ocupação que se deu durante esse tempo. A alteração que se vê no entorno da UC, entre outras formas de pressão”, justificou.

O consultor citou como exemplo de defasagem do atual programa de pesquisa um tema que diz respeito a um tipo específico de jacaré. Segundo ele, o entendimento é que se abra mais o horizonte de pesquisa sobre a fauna local, e que as novas propostas temáticas em relação à pesquisa dentro da Unidade tragam também subsídios para a gestão do parque.

A estratégia de trabalho adotada foi a divisão em quatro grupos: Fauna e Flora; Recursos Hídricos e seres abióticos; educação ambiental e aspectos sócio ambientais; e Termo de Referência.

Diagnóstico
O encontro teve o objetivo também de produzir um Termo de Referência para contratação de uma empresa que fará um novo diagnóstico da área de amortecimento da UC. Por isso foi formado um grupo específico para aprofundar os tipos de produtos que serão apontados para esse Termo de Referência.

De acordo com a analista de atividades do meio ambiente do IBRAM Daniele Lopes Vieira, a revisão do Programa de Pesquisas da Esecae também integra as ações do governo de Brasília para tornar a UC uma referência em Unidade de Conservação. Ela será apresentada no Fórum mundial das Águas, que acontecerá em março de 2018.

Além da área técnica do IBRAM, participaram da oficina pesquisadores da Universidade de Brasília (UnB), Universidade Católica de Brasília (UCB), Embrapa Cerrados, Secretaria do Meio Ambiente (Sema), Adasa, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater) e WWF.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543