Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/12/14 às 10h45 - Atualizado em 17/12/18 às 11h24

Parque do Cortado: um oásis do Cerrado em meio à Taguatinga

Unidade foi criada para, prioritariamente, proteger as cabeceiras do córrego que dá nome ao Parque

passarela 

Situado nos arredores do setor de indústrias da cidade de Taguatinga, o Parque Lago do Cortado é uma das Unidades de Conservação (UCs) que mais recebeu intervenções, no intuito de preservar o local, melhorando a sua infraestrutura e para a prestação de serviços veterinários a cães e gatos.

É que, além de ter sido contemplado pelo programa Brasília, Cidade Parque, em dezembro de 2013,está sendo construído dentro da UC, o Hospital Veterinário Público do DF. E ainda, desde outubro de 2014, a Unidade Móvel de Esterilização Veterinária (Castramóvel) realiza cirurgias de castrações em cães e gatos.

cachoeira

Dentro do Brasília, Cidade Parque, por meio da destinação de recursos provenientes de compensações ambientais, o Cortado recebeu novas instalações de vestiários, banheiros, guarita de segurança, reforma da sede administrativa, da quadra poliesportiva, do parque infantil e uma passarela suspensa para realização de visitas ecológicas com vista panorâmica da queda d’águado Córrego que dá o nome ao parque. E está em fase de construção o futuro orquidário do parque.

Essa unidade também será a sede do 1º Hospital Veterinário Público do DF, que atenderá gratuitamente cães e gatos, que pertençam prioritariamente a cidadãos cadastrados em programas do Governo, Ong’s de proteção animal e abrigos, com estimativa de 80 a 100 consultas e procedimentos ao dia. A construção também está sendo custeada com verba de compensação e a previsão é que o primeiro dos seis blocos do hospital seja entregue no primeiro semestre de 2015.

Outro projeto voltado ao atendimento dos animais, o Castramóvel, iniciou suas atividades no Parque do Cortado, tendo realizado 102 cirurgias e 132 exames clínicos pré e pós-operatório (dados referentes ao início de setembro até 28 de novembro). O objetivo das castrações é beneficiar as Unidades de Conservação do DF, reduzindo a incidência e proliferação desses animais que, quando soltos, podem caçar animais silvestres nas áreas protegidas, introduzindo doenças e, assim, comprometendo o equilíbrio ambiental.

O visitante que desejar ter contato com a natureza, avistar a fauna, a flora e as quedas d’água presentes no local, ou ainda, praticar esportes e aproveitar a estrutura disponível para realizar um piquenique no parque Lago do Cortado poderá fazê-lo diariamente, das 6 às 18 horas. A entrada é franca.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543