Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/10/19 às 10h18 - Atualizado em 22/11/19 às 8h39

Orientação para o dia da cirurgia do animal

 

No dia da castração de seu animal você precisará cumprir as seguintes regras:

 

I. Somente o contemplado pelo  Brasília Ambiental poderá trazer o animal para castração,
em caso de impossibilidade de comparecimento, poderá solicitar que outra
pessoa o faça, no entanto, o responsável por trazer o animal deverá
apresentar procuração reconhecida em cartório e cópia da identidade do
procurador;
II. Trazer uma cópia de sua Carteira de Identidade ou de sua Carteira Nacional
de Habilitação. Caso a cópia não seja devidamente entregue na recepção, seu
animal não poderá ser castrado;
III. Os proprietários que possuem as duas espécies (cão e gato) marcadas para o
mesmo dia devem enviar um e-mail (centroveterinariodogama@gmail.com)
com o título “Realocação de Vaga”, para que possa ser redirecionado a uma
melhor forma de atendê-los.
IV. Solicitamos que os tutores não cheguem muito cedo, pois a clínica inicia as
suas atividades às 8h00, e não passem do horário marcado para a espécie do
seu animal. O descumprimento dessas condições pode acarretar em
reagendamento, suspensão ou cancelamento da sua vaga.
V. Respeite os horários de agendamento da cirurgia de seu animal. Não serão
tolerados atrasos:
• Tutores com felinos devem chegar: 8h00 às 9h30;
• Tutores com cães/cadelas devem chegar: 11h00 às 12h00;
VI. Aguardar na clínica durante a cirurgia de castração. Desta forma, planejese para possivelmente passar boa parte do dia nesta função, considerando-se
que alguns animais podem demorar a se recuperar da anestesia.
VII. Animais Braquicefálicos (focinho achatado) ou mestiços de raça
braquicefálicas ou que pertença ao grupo de raças que sofrem da síndrome
respiratória do braquicefálico ou cães de raças consideradas sensíveis (a ser
julgado por profissional no momento da triagem) precisam de anestesia
inalatória, no valor de R$ 100,00 (cem reais). Caso contrário, a castração não
poderá ser realizada.

As raças, a seguir, são exemplos de suscetibilidade à síndrome respiratória:
Felinos: Persa.
Caninos: Affenpinscher, Buldogue Americano, Cocker Spaniel Americano,
Boston Terrier, Boxer, Brussels Griffon, Buldogue Inglês, Bullmastife, Cane
Corso, Cavalier King Charles Spaniel, Chihuahua, Chow Chow, Dogo
Argentino, Dogue de Bordeaux, Toy Spaniel Inglês, Buldogue Francês,
Japanese Chin, Lhasa Apso, Mastife Napolitano, Terra Nova, Pequinês, Presa
Canario, Pug, Shar-pei, Shih-tzu, Tibetan Spaniel, Valley Bulldog e Yorkshire.
VIII. É importante realizar exames de sangue (no mínimo um hemograma) antes da
cirurgia a fim de verificar se o animal está apto a realizar o procedimento. O
hemograma custa R$ 50,00 (cinquenta reais) e poderá ser realizado até 5 dias
antes da cirurgia no período da tarde ou no dia da cirurgia. Serão aceitos
hemogramas de outras clínicas e/ou laboratórios, contanto que tenham sido
realizados há menos de quinze dias. Os exames são recomendados e não
obrigatórios.
IX. Os felinos devem ser entregues em caixa de transporte e acomodados
individualmente (uma caixa para cada gato). Cachorros devem ser
entregues com coleiras e focinheira. Em caso de descumprimento dessas
regras a cirurgia não poderá ser realizada.
X. Pedimos a sua ajuda:
• Evitando barulhos excessivos, principalmente em frente às residências
da vizinhança;
• Recolhendo os dejetos que por ventura o seu animal fizer nas redondezas
da clínica;
• Estacionando os carros em locais autorizados e evitando a obstrução do
fluxo de trânsito;
• Mantendo-se dentro da clínica até a autorização e entrada do pet
ao procedimento cirúrgico.
XI. O interessado no serviço é responsável pela captura (caso necessário),
transporte até a clínica e cuidados pré e pós-operatórios (após a cirurgia são
necessários até 10 dias com o paciente em local limpo, fresco e arejado, com
alimentação adequada, administração dos medicamentos prescritos e
curativos).
XII. Sugere-se que, para caso de animais de vida livre, cuja captura será
continuamente necessária, que os animais castrados sejam visualmente
marcados (picote de orelha).
XIII. Devido à grande quantidade diária de atendimentos, o responsável pelo animal
deve estar ciente de que todo o procedimento, até a recuperação da
anestesia, pode durar o dia inteiro. Devido às milhares de pessoas que
receberam autorizações para castração de seus animais, o atendimento por
telefone é muito difícil, pois a linha fica constantemente congestionada. Evite
ligar para perguntar algo que possa estar explicado nos documentos gerados
pelo IBRAM, pela clínica ou divulgados pelo site, isso diminuirá o
congestionamento do telefone. Caso ainda tenha alguma dúvida, prefira o
envio de e-mail. Somente em casos de real necessidade entre em contato pelo
telefone. Nestes casos, o atendimento telefônico é realizado preferencialmente
no período vespertino.
XIV. O comparecimento e permissão pelo responsável para realização da cirurgia
confere ciência tácita das possíveis reações adversas aos medicamentos e
anestésicos, assim como dos riscos operatórios aos quais os animais estão
sujeitos durante o procedimento cirúrgico.
Seu animal não será castrado em caso de desobediência a qualquer uma das
normas acima mencionadas, ou caso:
• O tutor não saiba informar o histórico clínico e informações pregressas do
paciente;
• Esteja doente, sob tratamento ou tenha sofrido algum tipo de trauma nos
últimos 30 dias;
• Tenha tido hemoparasitose (doença do carrapato) há pelo menos 90 dias;
• Seja portador de doença com tratamento contínuo (convulsão, cardiopatia,
hepatopatia e semelhantes);
• Tenha escore corporal (peso) abaixo do ideal para cada porte;
• Tenha mais de 7 anos de idade;
• Tenha menos de 6 meses para cães e menos de 2 quilos para gatos;
• Seja criptorquida (neste caso será solicitado exame de imagem e a castração
será reagendada);
• Esteja obeso (em alguns casos, é possível realizar o procedimento com
anestesia inalatória);
• Esteja gestante ou com suspeita de gestação;
• Esteja no cio;
• Esteja amamentando ou com leite nas mamas (desmame abrupto,
pseudociese);
• Tenha parido há menos de 60 dias; ou
• Caso o veterinário, por qualquer motivo, julgue que o animal não deve passar
pelo procedimento a fim de preservar a saúde do paciente.
ATENÇÃO: Caso você não possa comparecer no dia agendado para castração de seu
animal, deverá entrar em contato conosco em até 48 horas de antecedência. A falta
não justificada acarretará em perda de sua vaga. Você poderá reagendar a cirurgia do
seu animal até 48 horas antes da data agendada e no máximo três vezes.
Abaixo estão listados os cuidados pré-operatórios, siga corretamente essas
recomendações, pois servem para garantir a segurança de seu animal:
1. Um dia antes da cirurgia, se possível, dê um banho no seu animal;
2. É importante que o seu animal esteja com as vacinas em dia;
3. Certificar-se que o paciente não tenha ectoparasita (carrapatos e pulgas);
4. Fazer jejum de sólido (ração/comida) de 6 horas;
5. Fazer jejum hídrico (água) de 4 horas;
Os cuidados pós-operatórios e prescrição médica serão entregues na liberação do
paciente. Para animais que não forem retirados até às 17h30 será cobrada taxa de
internação no valor de R$ 150,00 reais (cento e cinquenta reais), e não serão abertas
exceções.

Brasília Ambiental - Governo de Brasília

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543