Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/10/20 às 14h34 - Atualizado em 23/11/20 às 12h21

O que é uma REBIO?

A reserva biológica (REBIO) é uma Unidade de Conservação de proteção integral que tem como objetivo principal a preservação integral dos seres vivos e demais atributos naturais existentes em seus limites. Não permite interferência humana direta ou modificações ambientais, com exceção de medidas de recuperação de seus ecossistemas alterados e ações de manejo. O entorno de uma reserva biológica possui zona de amortecimento e compõem corredores ecológicos.

 

Cabe ao órgão responsável pela administração da unidade estabelecer normas específicas para a ocupação e uso dos recursos. Sendo assim, é autorizada a visitação pública com objetivo educacional e pesquisas científicas com autorização do órgão gestor, conforme prevê o Sistema Distrital de Unidades de Conservação (SDUC), no caso, o Brasília Ambiental.

 

 

O Instituto Brasília Ambiental é responsável pela administração das seguintes reservas biológicas do Distrito Federal.

 

REBIO do Cerradão – Com 54 hectares em área nobre do lago Sul, entre o Jardim Botânico e o Parque Distrital Bernardo Sayão, sobre o divisor das Bacias do Rio São Bartolomeu e do Lago Paranoá, a unidade foi criada inicialmente como uma ARIE (Área de Relevante Interesse Ecológico) e transformada em REBIO em 2010. Seu objetivo é preservar o complexo florestal e ambiental ali existente, as espécies da fauna, da flora e demais elementos da área, assegurando a preservação do equilíbrio natural, da diversidade biológica e dos processos ecológicos.

 

A formação cerradão é uma fitofisionomia rara no DF, com elevada riqueza florística, sob intensa pressão, constituindo uma das vegetações mais vulneráveis do bioma. A REBIO do Cerradão teve sua vegetação bastante estudada, apontando para elevada riqueza, com quase 95% de espécies nativas do bioma, reforçando a importância da área, que abriga espécies tombadas como Patrimônio Ecológico do Distrito Federal.

 

REBIO do Rio Descoberto – A Reserva Biológica do Rio Descoberto foi criada com o objetivo de contribuir para a proteção do Lago Descoberto, principal manancial de abastecimento de água para o Distrito Federal. A área da Reserva está inserida na Zona de Preservação e Recuperação da Área de Proteção Ambiental (APA) da Bacia do Rio Descoberto.

 

Apesar de todo o esforço para proteger a bacia, a área sofre pressão com o uso indiscriminado de agrotóxicos que causam a contaminação dos corpos hídricos, além dos parcelamentos irregulares das áreas rurais, que geram grandes danos à qualidade e quantidade dos recursos hídricos do reservatório, da bacia e sua biodiversidade.

 

REBIO do Gama – Este foi o primeiro espaço territorial legalmente protegido no Distrito Federal, sendo denominado inicialmente como Parque Municipal do Gama. Posteriormente, uma parcela da unidade foi transformada no Parque Recreativo do Gama, com objetivos de lazer e recreação. O restante da área foi recategorizado como Reserva Biológica do Gama para garantir a preservação da mata ciliar do ribeirão Alagado e sua fauna, além de proteger as encostas íngremes da região, extremamente susceptíveis aos processos erosivos.

 

Os esforços de preservação da área são altamente prejudicados pelo fato de a Reserva ter inseridas em sua poligonal chácaras irregulares que fazem uso não regulado do solo e da água, sendo uma Unidade de Proteção Integral, isso não seria possível. Assim, o Rio Alagado recebe elevadas descargas de efluentes (rurais, doméstico e industrial) e drenagem pluvial da área urbana.

 

REBIO do Guará – A Reserva Biológica do Guará, em seus 147 hectares, tem a finalidade de proteger, conservar e manejar de forma sustentável todo o complexo florestal e ambiental ali existente, desde espécies vegetais, animais, cursos d’água e demais recursos naturais da área.

 

Além de proteger a mata ciliar da nascente do Córrego Guará e os campos de murundus, a REBIO possui uma vegetação rica em espécies endêmicas e raras do Distrital Federal, sendo considerada uma das áreas mais ricas em biodiversidade da região. Além disso, exerce uma função muito importante ao formar um corredor ecológico com o Parque Ezechias Heringer, o Jardim Zoológico e a ARIE do Riacho Fundo, permitindo o trânsito da fauna entre essas áreas e o Lago Paranoá.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543