Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/12/13 às 13h08 - Atualizado em 17/12/18 às 11h24

Na mídia: Parque Lago do Cortado é entregue à população de Taguatinga

Local é o 12º entregue pelo programa “Brasília, Cidade Parque”

TAGUATINGA (21/12/2013) – Os moradores de Taguatinga receberam, neste sábado (21), o Parque Ecológico Lago do Cortado completamente revitalizado, pelo programa “Brasília, Cidade Parque”. O investimento foi de aproximadamente R$ 1,5 milhão.

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, acompanhado da primeira-dama e do vice-governador, afirmou que “a entrega do parque é apenas o primeiro passo. É preciso investir na manutenção dele e os usuários serão os defensores e os fiscais da preservação desse espaço”.

O parque recebeu uma passarela ecológica, vestiários, banheiros e guarita de segurança, além da reforma da sede e da quadra poliesportiva.

A passarela de madeira suspensa, que tem mais de 300 metros de comprimento e vai da entrada do parque até a queda d´água, resulta em uma vista panorâmica da área.

A moradora de Taguatinga Rosimeire Rodrigues, 40 anos, acompanhou a inauguração e aprovou a passarela. “O parque fica na porta da nossa casa e viemos conhecer. A ponte ficou linda”, afirmou.

O casal Maria Célia, 46 anos, e Edivaldo da Silva, 48 anos, ficou feliz com o novo espaço de lazer. “Tinha muita bandidagem e agora vai melhorar a qualidade de vida da população”, declarou Edivaldo. “Esse local estava abandonado. Vamos aproveitar para fazer caminhada”, complementou Maria Célia.

“É um verdadeiro pulmão, um oásis para Taguatinga, que é uma área de grande ocupação urbana”, declarou Agnelo.

“É uma jóia ter o Cortado, no meio dessa cidade, com um córrego limpo e uma nascente completamente preservada”, ressaltou o secretário de Meio Ambiente, Eduardo Brandão.

Durante a inauguração, o servidor do IBRAM Saulo Guilherme recebeu uma placa em homenagem a sua dedicação ao projeto. “Um parque não se faz só com uma pessoa. Se faz com a comunidade e com os agentes do parque. O Saulo é uma demonstração desse empenho e representa toda a categoria”, afirmou o presidente do Instituto Brasília Ambiental (IBRAM), Nilton Reis.

“Foi uma demonstração da valorização dos servidores, isso mostra que o esforço vale a pena e esse reconhecimento é impagável. Fui homenageado, mas representando toda a equipe que trabalha arduamente para preservar os parques”, agradeceu Sales.


BRASÍLIA, CIDADE PARQUE – O programa foi criado para implantar e revitalizar, de forma sustentável, parques e unidades de conservação, com recursos de compensação ambiental e florestal.

O objetivo é preservar o meio ambiente e proporcionar mais qualidade de vida e saúde às comunidades vizinhas.

Segundo o secretário de Meio Ambiente, o programa é uma inovação e um modelo de boas práticas. “Praticamente todos os parques estavam abandonados e, em três anos, tivemos a oportunidade, o apoio e a confiança para realizar esse projeto. Em nenhum lugar do Brasil há um projeto como o Brasília, Cidade Parque”, ressaltou Brandão.


UNIDADES ENTREGUES – Desde o lançamento, em junho de 2011, foram entregues 12 parques – Areal, Asa Sul, Dom Bosco (Lago Sul), Olhos D'Água (Asa Norte), Bosque (Sudoeste), Águas Claras, Jequitibás (Sobradinho), Jardim Botânico, Ezechias Heringer (Guará), Três Meninas (Samambaia), Saburo Onoyama e o Lago do Cortado (Taguatinga).

Até julho, serão entregues mais 18 parques. A meta do programa é entregar 72 parques e 22 unidades de conservação até 2014.

“De 15 em 15 dias estamos entregando ou lançando um parque, até o ano que vem a população contará com 72 parques completamente prontos”, afirmou Nilton Reis.


COMPENSAÇÃO AMBIENTAL – Uma lei federal determina que empresas responsáveis por degradação ambiental ressarçam os estados. Os valores dessa natureza devidos ao governo chegam a R$ 300 milhões.

 

 

FONTE: Agencia Brasília

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543