Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/03/14 às 16h22 - Atualizado em 17/12/18 às 11h24

Na Mídia – Jardim Botânico festeja 29 anos

(Matéria publicada no jornal Correio Braziliense, no dia 07/03/2014)

A unidade passará a ser, por meio de decreto, uma fundação, com mais autonomia e capacidade de gestão

O maior Jardim Botânico do Brasil e o único de cerrado completa 29 anos amanhã. Criado para ser uma reserva ambiental, hoje a área de 4,5 mil hectares, localizada no Lago Sul, inspira uma convivência harmoniosa entre homem e natureza. Ao longo desse período, o parque manteve o patrimônio natural, mas abriu espaços de educação ambiental e de pesquisa. Neste aniversário, a unidade ganha mais um presente para fortalecer a relação com os moradores da cidade: embora vinculada à Secretaria de Meio Ambiente, ganhará autonomia como fundação. A mudança de status virá por meio decreto, que deverá ser assinado amanhã, na abertura das comemorações.

Para o diretor executivo, Jeanitto Gentilini, a alteração é o reconhecimento do trabalhado desenvolvido ao longo desses anos. Como fundação, o jardim poderá fechar contratos para captação de recursos, firmar parcerias com o terceiro setor e ter mais liberdade de ação. “Chegamos à maturidade, com 29 anos, para ter autonomia de maioridade”, afirmou.

A ideia é ratificada pelo secretário de Meio Ambiente, Eduardo Brandão. Ele acredita que a atitude será um marco na história do DF. “Dará mais liberdade de ação, abrirá possibilidades de convênios diretos com outros organismo. Como apêndice do Estado, as ações para o Jardim Botânico ficam muito restritas”, ressaltou. Ontem, Brandão reuniu-se com o governador Agnelo Queiroz para confirmar a assinatura do decreto amanhã. “Será interessante esse ato no aniversário. Torço para dar tempo de fechar todos os detalhes”, completou Brandão.

No plano original de Lucio Costa para a nova capital, a construção do Jardim Botânico estava prevista para o Parque da Cidade. Mas uma equipe de biólogos pesquisou uma área mais distante, com todos os cenários de cerrado existentes e um rio que abastecesse a região. Foi escolhida a área do Lago Sul. “É o local com maior representatividade do cerrado existente. Temos o cerrado ralo, denso, mata mais seca, tudo preservado. A decisão de criar o JBB surgiu em um momento em que a ideia era preservar uma área dentro do bioma onde a região estivesse inserida”, conta Jeanitto Gentilini.

Nos 29 anos de história, o Jardim Botânico cresceu. A área de cerrado cercada e prevista somente para preservação foi mantida, mas espaços de convivência foram criados. Em 2013, 80 mil pessoas foram até o local. Além de um espaço para piqueniques e confraternizações, os visitantes conhecem o jardim de cheiros, onde é possível encontrar temperos, folhas para chás e uma mistura de aromas. Há ainda o orquidário, a biblioteca para as crianças, quase 10 quilômetros de trilhas, exposição de arte, a casa de chá, o jardim japonês e outras atrações.

O próximo lançamento de interatividade será o centro de excelência. O novo ambiente está em construção e vai funcionar como um elo entre o conhecimento e a sociedade. “A gente sabe o potencial econômico do bioma cerrado. Precisamos dialogar com os agricultores para promover o desenvolvimento sustentável. Não tem como virar para um pequeno ou médio proprietário rural e pedir para não desmatar e ouvir ele perguntar: Como faço para alimentar minha família? O centro de excelência permitirá esse diálogo”, explicou Eduardo Brandão.

Todas as informações sobre como funciona cada espaço do Jardim Botânco estarão disponíveis amanhã na comemoração de aniversário do local. Os visitantes vão participar de um café da manhã, poderão trocar CDs, DVDs e LPs em uma feira voltada para estimular o consumo consciente, além de participar de um passeio ciclístico e escutar a música do conjunto musical Os Mocamos, formado por um grupo de biólogos.

Programação para sábado

Local: Centro de Visitantes do Jardim Botânico de Brasília

Aula de Yoga: das 9h30 às 11h30

Feira de Trocas: das 9h às 12h

Passeio ciclístico: Concentração, às 9h, no estacionamento próximo ao Centro de Visitantes. A saída será às 9h30 e a chegada, às 10h30

Show do grupo Os Mocambos: às 10h

Mesa de Frutas: às 10h30

Assinatura do decreto que transforma o  Jardim Botânico em fundação: 11h

Feira de Troca de CDs, LPs e DVDs durante toda a manhã.

Radiografia

Área total: 4,5 mil hectares. Sendo 4 mil para a Estação Ecológica e 500 hectares para visitação

Espécies da flora: quase 11 mil

Espécies de mamíferos: cerca de 180

Espécies de aves: cerca de 790

Espécies de borboletas: cerca de 1,7 mil

Espécies de abelhas, formigas, besouros, cupins e vespas: cerca de 14,5 mil

Dias de funcionamento: de terça-feira a domingo

Horário de atendimento: das 9h às 17h

Taxa de preservação: R$ 2 por pessoa

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543