Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/02/15 às 16h30 - Atualizado em 17/12/18 às 11h24

Monitoramento em risco

O Projeto de monitoramento de médios e grandes mamíferos silvestres na Estação Ecológica Águas Emendadas (Esecae), desenvolvido pelo Instituto Brasília Ambiental (Ibram), teve duas das quatro armadilhas fotográficas furtadas dentro da unidade de conservação, entre janeiro e o início desse mês. Tais fatos não apenas comprometem os esforços da equipe em conhecer melhor as espécies, como também a continuação do trabalho, já que repor um equipamento se torna oneroso ao Estado. 

Este monitoramento é desenvolvido pelo Ibram desde setembro de 2014 e, com apenas um mês de estudo, o projeto fotografou uma onça-pintada (Panthera onca) na Esecae. Esta notícia surpreendeu a equipe, pois não existia registro da existência dessa espécie no Distrito Federal há pelo menos 30 anos. Além da onça, já foram vistos animais como veado campeiro, anta, onça parda, quati, macaco prego, entre outros. Com as informações geradas, será possível planejar ações de conservação para as espécies. 

O Ibram conta com o auxílio da sociedade para contribuir com o seu trabalho, por meio de denúncias para a administração da Esecae, telefone 3501-1790, ou para polícia militar ambiental, telefone 190. Além disso, o Instituto informa que as atividades de fiscalização estão sendo intensificadas no local. 

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543