Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/09/13 às 13h57 - Atualizado em 17/12/18 às 11h24

IV Conferência Distrital de Meio Ambiente – Resíduos Sólidos

Encerramento das atividades do lixão e coleta seletiva são prioridades para o GDF

Brasília sedia nos próximos dias 12, 13 e 14 de setembro a IV Conferência Distrital e a I Conferência Regional do Meio Ambiente, simultaneamente. O evento reunirá a Ministra do Meio Ambiente, Izabela Teixeira, representantes do governo do DF e de todos os municípios que integram o Consórcio da Região Integrada de Desenvolvimento Econômico do DF (CORSAP-RIDE). O encontro será no Auditório Master do Centro de Convenções. Na quinta-feira (12) a abertura será às 17h e nas outras datas, o debate ocorre durante todo o dia. A participação é livre.

Desde julho, todo o país tem debatido o tema “resíduos sólidos” em reuniões preparatórias. No DF e RIDE, mais de 1.400 representantes da sociedade civil, do governo e do empresariado participaram dos encontros preparatórios com o objetivo de elencar os problemas específicos de cada comunidade a fim de propor uma política pública eficiente. Todas as propostas levantadas nas reuniões preparatórias serão apresentadas e discutidas na conferência. Entre os dias 24 e 27 de outubro está marcado o encontro nacional, que reunirá propostas de todo o país também sobre resíduos sólidos.

O secretário do meio ambiente do DF, Eduardo Brandão destacou a importância da mudança de comportamento de toda sociedade no enfrentamento de um grave problema das cidades, que é o tratamento e a destinação dos resíduos sólidos, tema de debate desta edição da conferência. “A Capital do país tem o maior lixão a céu aberto em operação da América Latina e o GDF tem se empenhado em mudar esta realidade”, diz Brandão.

Entre as principais propostas para o DF, estão o encerramento das atividades do lixão da Estrutural; a abertura do Aterro Sanitário Oeste, localizado entre Ceilândia e Samambaia; a implantação da coleta seletiva em todo o DF; além da instalação de 12 centrais de triagem de materiais recicláveis para abrigar de forma digna o trabalho das cooperativas.

A construção de seis áreas para a reciclagem de resíduos da construção civil, duas áreas de aterro de inertes, e um centro de comercialização de materiais recicláveis também estão previstas. Um trabalho de inclusão social com todos os catadores por meio de formação profissional, assistência técnica e inserção de cooperativas e associações é um das principais metas do projeto.

Inclusão social de catadores – BNDES e GDF

Na abertura do evento será lançado um programa entre o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES) e o governo local, que concede apoio financeiro não reembolsável de 21,3 milhões em projetos de inclusão de catadores. O GDF investe o mesmo montante no projeto. O secretário Brandão explica que o dinheiro está destinado à instalação de 12 centrais de triagem e também prevê assistência dos centros, equipagem e capacitação dos trabalhadores. “São cerca de três mil catadores no DF recebendo, em média, um salário-mínimo por mês com a nova política de resíduos sólidos, temos a meta de aumentar esta renda em 50%, a princípio”.

Como é a realidade no DF e em todo o país, a maior parte dos catadores são mulheres. A capacitação prevista para a categoria engloba cursos para agregar valor aos trabalhos já desenvolvidos. “O projeto para a Capital prevê fomentos para abertura de pólos industriais de reciclagem. Queremos que estes trabalhadores, daqui a pouco tempo, possam negociar diretamente com as indústrias e não passar por diversos atravessadores até chegar às empresas de reciclagem, as quais estão sediadas, em sua maioria, em São Paulo e Minas Gerais. O DF também terá indústrias assim”, conclui Brandão.

Esforço nacional

Todos os encontros estão sendo gerenciados pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), que prevê, entre outros pontos, o fechamento dos depósitos de lixo a céu aberto, os conhecidos lixões, até agosto de 2014.

Os debates estão centrados em quatro eixos temáticos: produção e consumo sustentáveis; redução dos impactos ambientais; geração de trabalho, emprego e renda e educação ambiental.

 

Veja aqui o convite.

Veja aqui a programação.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543