Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/02/18 às 19h31 - Atualizado em 17/12/18 às 11h25

IBRAM tem agenda intensa no Fórum Mundial da Água

Há duas semanas da abertura do 8° Fórum Mundial da Água, maior evento planetário sobre o uso dos recursos hídricos, que nesta edição será realizada pela primeira vez no Hemisfério Sul e tem Brasília como sede, o Instituto Brasília Ambiental  (IBRAM) definiu sua programação prevista para o evento.  Servidores de todas as áreas do Instituto vão contribuir com palestras e ações de sensibilização, educação ambiental  e divulgação de seus projetos. O órgão participa com uma intensa agenda, tanto no Salão Expo (no Centro de Convenções Ulysses Guimarães), quanto na Vila Cidadã, complexo que será instalado na área do Estádio  Mané Garrincha e onde será montado um estande conjunto com a Secretaria de Meio Ambiente do DF (SEMA).  A programação também compreende visitas técnicas a Unidades de Conservação e reuniões com visitantes. Mais de 70 mil pessoas, de mais de 40 países,  entre técnicos, pesquisadores e autoridades do setor vêm a Brasília.

Já a partir da manhã do dia 17 de março, tem inicio a primeira palestra do IBRAM, na Vila Cidadã. O tema será o Programa Adote uma Nascente, banco de dados e monitoramento, a ser proferida pela equipe da superintendência de Estudos, Programas, Monitoramento e Educação Ambiental (SUPEM), representada pela superintendente Vandete Maldaner,  a coordenadora de Estudos, Programas e Monitoramento da Qualidade Ambiental (CODEM), Patricia Valls, a gerente de Recursos Hidricos, Karine Karen e os analistas Irving Silveira, Lourdes Morais e Renata Mongin. A Vila tem entrada gratuita, mas para participar é necessário fazer a inscrição. Clique aqui e faça a sua.

Um dos pontos altos da presença do IBRAM no Fórum será a exposição da Estação Ecológica de Águas Emendadas (Esecae), que exaltará os esforços de preservação de uma das unidades de conversação mais importantes das Américas e chamando a atenção para as ameaças que sofre o Cerrado do Brasil Central, chamado de berço das águas, por ser o nascedouro das principais bacias hidrográficas do Continente, como Tocantins, São Francisco e Prata. Quem conduzirá será a superintendente de Gestão de Áreas Protegidas (SUGAP), Lia Sá, com o apoio do coordenador de Unidades de Conservação de Proteção Integral (COUNI),  Paulo Cesar Magalhães  e  a professora  Muna Yousef, que há anos promove atividades de educação ambiental.

Ainda durante o evento, auditores fiscais da Superintendência de Fiscalização (SUFAM) irão divulgar os trabalhos de auditoria e fiscalização ambiental em recursos hídricos que estão sendo desenvolvidos.  Desde grandes empresas utilizadoras de recursos naturais como fábricas de cimento e hidroelétricas até o cidadão comum que possui um estabelecimento que emite ruídos acima do normal ou cortou uma árvore sem autorização, todos têm suas ações controladas de alguma forma pelo Instituto.

Já os servidores da Superintendência de Licenciamento Ambiental (SULAM) vão apresentar informações  sobre como é o processo de licenciamento ambiental, qual a sua importância e citar exemplos de temas ligados a água que eles atuam como, por exemplo,   as áreas de proteção de manancial e a captação emergencial do Lago Paranoá.  Por ser uma atividade relativamente nova, existe ainda muitos preconceitos e desconhecimento sobre o assunto, visto também, a necessidade de quebras de paradigmas e costumes.

Clique aqui e veja programação completa do IBRAM no Fórum.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543