Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/01/16 às 10h55 - Atualizado em 17/12/18 às 11h25

Ibram realiza Operação Desestruturar

O Instituto Brasília Ambiental (Ibram) deflagrou nessa quinta-feira, 28 de janeiro, operação visando desarticular o tráfico de animais silvestres na Cidade Estrutural. A ação foi baseada em denúncias e em levantamentos realizados por auditores fiscais do Instituto e contou com o apoio do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) e do 4º Batalhão da Polícia Militar.

A operação, batizada com o nome Desestruturar, culminou na apreensão de 46 aves silvestres, 7 armadilhas e na aplicação de multa, em aproximadamente 40 mil reais. Uma pessoa foi conduzida para a delegacia, portando, um pássaro silvestre e munição, ambos sem autorização.

trinca ferro 2 com ferimentos no bico-reduzida

Trinca ferro com ferimentos ao redor do bico

Entre os animais apreendidos havia galos de campina, pássaros nativos do bioma Caatinga, indicando o fluxo de tráfico do Nordeste para o Distrito Federal. Foram encontrados também, pelo menos cinco aves com sinais de maus-tratos, em gaiolas extremamente sujas ou com vários ferimentos na região do bico, o que é típico de animais recém-capturados na natureza.

Criadores cadastrados

Dentre as vistorias realizadas em endereços de criadores cadastrados, em mais de 70% havia algum tipo de irregularidade. Chama a atenção, o fato de terem sido encontrados alçapões, ave com anilha falsificada, além de sete animais sem anilha sob a posse de criadores cadastrados no órgão ambiental.

“Muitos criadores cadastrados têm cometido abuso da autorização, utilizando-se de animais silvestres legais para acobertar crimes contra a fauna”, afirma a Gerente de Fiscalização de Fauna do Ibram, Luiza Brasileiro.

auditores fiscais Ibram-reduzida

Auditores fiscais do Ibram encaminhando aves apreendidas ao Cetas/Ibama

“Um dos fatores mais preocupantes é o fato dessa aparente ‘legalidade’ muitas vezes passar despercebida pelos legisladores que acabaram de votar um Projeto de Lei (PL 153/2015) que facilita, em muito, o tráfico de animais silvestres, além de dificultar a ação da fiscalização.”, completa Luiza.

Todos os animais apreendidos foram entregues no Centro de Triagem de Animais Silvestres do Ibama e, após avaliação por médico veterinário, poderão ser soltos na natureza.

Projeto de Lei Polêmico

Em dezembro de 2015, o site do Ibram divulgou Carta Aberta da Associação dos Servidores do Instituto Brasília Ambiental (Asibram) e da Associação dos Auditores Fiscais de Controle Ambiental do Distrito Federal (Aficam-DF) , em repúdio à aprovação do Projeto de Lei nº 153/2015, que trata de várias modificações na criação amadorista e comercial de passeriformes domesticados da fauna nativa brasileira de origem silvestre, no território do Distrito Federal.

Clique aqui e saiba mais sobre o posicionamento das Associações ao PL.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543