Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/06/18 às 11h36 - Atualizado em 5/11/18 às 10h21

IBRAM lança o Restaura DF

Com o objetivo de implementar uma política desburocratizada, sustentável, transparente e eficiente, visando a recomposição da vegetação nativa em espaços protegidos no Distrito Federal, o Instituto Brasília Ambiental (IBRAM) está lançando o Restaura DF. Integrado ao calendário do Junho Verde, esse programa tem o desafio de tratar em larga escala a recomposição da vegetação nativa, principalmente no Programa de Regularização Ambiental (PRA), que conduzirá os mais de 12.000 imóveis rurais inscritos no Cadastro Ambiental Rural (CAR) à regularização ambiental, possibilitando em especial, a restauração das  Áreas de Preservação Permanente (APPs) e Reservas Legais (RLs).

 

E para marcar esse lançamento, o IBRAM está disponibilizando em seu site orientações para que o restaurador realize a recomposição sem precisar apresentar projeto e obter uma autorização ambiental do Instituto, possibilitando ao órgão ambiental realizar posteriormente o acompanhamento dos resultados em campo.

 

“Esses documentos marcam uma mudança radical para a recomposição da vegetação nativa, diminuindo com a burocracia e deixando com o produtor a responsabilidade do processo e dando condições do IBRAM realizar o monitoramento da ação”, explicou o coordenador de Flora do Instituto, Alisson Neves.

 

Na aba Fauna e Flora, Recuperação Ambiental, você encontra informações sobre o assunto e os principais produtos lançados, que são: a Instrução IBRAM nº 723, de 22 de novembro de 2017; o Protocolo de monitoramento da recomposição da vegetação nativa no Distrito Federal; e a NotaTécnica nº 1/2018 – COFLORA/SUGAP/IBRAM.

 

Qualificação

Para apresentar esse novo modelo de recuperação ambiental, visando à regularização e a implementação do PRA, o IBRAM, a Embrapa, o ICMBIO e o Serviço Florestal Brasileiro, promoveram entre os dias 25 a 27 de junho, um curso para cerca de 30 pessoas, entre representantes de instituições públicas, privadas, ONG e sociedade civil.

 

“Essa parceria é importante para levarmos essa técnica aos produtores rurais e poder realizar melhorais no modelo a partir do feedback deles”, complementou Neves.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543