Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/06/21 às 19h02 - Atualizado em 10/06/21 às 8h54

Governo entrega melhorias no Parque das Copaíbas

Neste sábado (5), Dia Mundial do Meio Ambiente, o Governo do Distrito Federal, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, do Instituto Brasília Ambiental, da Administração Regional do Lago Sul, via compensação ambiental e com a colaboração de associações de moradores, realizou a inauguração da revitalização das trilhas das Copaíbas. “São oito pontos de apoio, mais de 75 placas instaladas para dar mais comodidade aos visitantes”, explica o secretário-geral do órgão ambiental, Thúlio Moraes.

 

“Uma interação muito legal nossa com o Brasília Ambiente aqui neste parque, pois quando cada um faz um pouquinho a coisa funciona. Acho que esse é o segredo: fazer parcerias com a comunidade.”, afirma a advogada, Priscilla Castello Branco, representante da Associação de Moradores Preserva, da quadra 26 do Lago Sul, que juntamente com a Associação Amor 28, ajudam a preservar o Parque Distrital das Copaíbas.

 

Em referência ao nome do parque e em homenagem à Semana do Meio Ambiente, servidores e autoridades dos órgãos ambientais realizaram o plantio de mudas de copaíbas – uma das principais espécies vegetais presentes no local, que conta com 80% da vegetação natural preservada. Dentre eles, o Secretário de Estado do Meio Ambiente, José Sarney Filho, também participou do plantio.

 

“Trata-se de um parque muito importante que conta com nascentes, quedas d’águas, trilhas, vegetação preservada e, além disso, tem uma participação ativa da comunidade. A inauguração das placas de sinalização neste espaço é um grande avanço para o conforto e a segurança dos usuários. Como Brasília não tem praia, o local de lazer dos brasilienses é nesses espaços verdes, que devem ser preservados e sinalizados.”, destaca Sarney Filho.

 

O parque, que fica no meio da cidade, mais precisamente entre as QL’s 26 e 28, às margens do Lago Paranoá, recebe diariamente a visita de centenas de pedestres e ciclistas, que utilizam a trilha de 4,5 km, rodeadas por um cerrado preservado. Morador do Jardim Botânico, Rafael Marden costuma frequentar o espaço para apreciar a natureza e fotografar pássaros. “Eu costumo vir com a minha esposa. Eu descobri o parque durante a pandemia e passei a utilizá-lo como um meio alternativo para enfrentar o momento”, contou.

 

Muitas melhorias realizadas na Unidade de Conservação também são frutos de uma parceria do Instituto Brasília Ambiental com associações de moradores do Lago Sul. As placas antigas, inclusive, foram reaproveitadas de um antigo mirante. “Nós havíamos pintado esses totens, mas agora com a sinalização definitiva ficou muito bom. É um grande presente para nós moradores”, comemora Priscila.

 

“Também temos que ressaltar a ação de desocupação do governo que havia de forma irregular na unidade de conservação, o que possibilitou a limpeza e a estruturação do espaço. É importante que as trilhas estejam sinalizadas para a própria preservação do meio ambiente”, lembra o administrador regional do Lago Sul, Rubens Santoro.

 

O Parque Distrital das Copaíbas, criado pela lei 1.600/97, está localizado dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) do Lago Paranoá, que tem ao todo 73 hectares e abrigam nascentes e o córrego das Antas que deságua no lago Paranoá. A árvore Copaíba (Copaifera langsdorffii) é tombada como Patrimônio. Ecológico do Distrito Federal – é uma das principais espécies vegetais presentes e dá nome ao parque que conta com 80% da vegetação natural preservada.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543