Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/10/17 às 20h48 - Atualizado em 17/12/18 às 11h25

Gestão Por Processo: IBRAM compartilha metodologia com todo o GDF

O Instituto Brasília Ambiental (IBRAM) apresenta para todos os outros órgãos do GDF, no dia 6/11, próxima segunda-feira, às 15hrs, na Escola de Governo, a metodologia usada na transformação de alguns processos do IBRAM. “A transformação de um processo envolve uma série de ferramentas e estratégias, baseadas na gestão por processos, para alavancar o desempenho das entregas de uma instituição”, diz o auditor fiscal, Fernando Medeiros, que fará a apresentação da metodologia. Ele integra a equipe do Escritório de Processos da Unidade de Planejamento do órgão, de onde a metodologia é replicada, a partir do conhecimento aportado pela consultoria da Elo Group, contratada via Termo de Cooperação Técnica com a Unesco.

A apresentação foi solicitada pela Subsecretaria de Gestão de Programas, Processos e Projetos Estratégicos (Suppe), ligada à Seplag (Secretaria de Planejamento). A princípio, a apresentação visava atender solicitação da Agefis (Agência de Fiscalização do Distrito Federal), que demonstrou interesse em saber como funciona a metodologia e como o IBRAM a estava usando. Porém, a Suppe, movida pela importância do trabalho, sobre o qual teve conhecimento em janeiro deste ano, resolveu ampliar a apresentação para todo o GDF.

O IBRAM vem usando a metodologia desde o ano passado e já conta com resultados satisfatórios na busca de soluções para problemas das suas áreas. São exemplos disso os três projetos inscritos no Inova Brasília 2017:Instalação do Escritório de Processos, Redução do Tempo de Julgamento dos Autos de Infração Ambiental em 1ª instância (Fiscalização), e Transformação do Ato Licenciador (Licenciamento).  Os dois últimos foram para a final do concurso.

Além desses projetos, a metodologia também já está sendo aplicada para melhorar o uso dos recursos de compensação ambiental e florestal nas Unidades de Conservação, administradas pelo IBRAM, e para otimizar o gerenciamento das informações ambientais no órgão.  O auditor explica que a metodologia pode trazer mais eficiência, mais precisão aos processos, mas, principalmente, busca novas formas de solucionar o problema detectado. “É buscar uma forma diferente de fazer o trabalho e ser mais eficiente”, resume.

Medeiros acrescenta que o foco principal da metodologia é realizar sempre o trabalho em parceria com as áreas. “O pessoal do Escritório de Processos não é o protagonista da situação, apenas leva a metodologia. Quem protagoniza a aplicação são os servidores da própria área. Nós não entendemos o processo, eles sim”, ressalta, esclarecendo que vai apresentar no dia 6: o que é a metodologia, como o IBRAM a está aplicando, como foram feitos os diagnósticos de algumas situações, e como estão sendo trabalhados os problemas identificados.

 

 

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543