Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/09/20 às 8h20 - Atualizado em 10/09/20 às 13h55

GDF desobstrui área no Parque do Riacho Fundo

A Operação Pronto Emprego da Secretaria DF Legal em parceria com o Instituto Brasília Ambiental e diversos órgãos do GDF realizou, nesta sexta-feira (4), a desobstrução de uma área de 487.011m² no Parque Ecológico do Riacho Fundo. A ação removeu edificações em fase inicial de construção, reduzindo os impactos social, econômico e ambiental.

 

A região localizada no Riacho Fundo II sofre há anos com invasões, mas desde 2018 o número de ocupações irregulares tem avançado. No ano passado, foram realizadas operações com o apoio da Delegacia Especial de Proteção ao Meio Ambiente (Dema) que prenderam grileiros que atuavam na área.

 

Este ano, as ações de remoções foram intensificadas, com o objetivo de proteger áreas de murundus e mananciais. O objetivo é que a área possa ser devolvida à população e seja realizado o cercamento para a instalação definitiva do parque.

 

“A poligonal do parque foi definida recentemente. Além disso, é preciso fazer o plano de manejo e liberar a região para fazer o cercamento tomando todos os cuidados. Tanto o Brasília Ambiental quanto o DF Legal têm trabalhado juntos, não apenas nessa área, mas em diversas outras que sofrem com as invasões. A área de proteção ambiental tem uma importância significativa, que melhora a qualidade de vida das pessoas”, explica o superintendente de Fiscalização do Instituto Brasília Ambiental, Humberto Valli.

 

Auditores da DF Legal, Instituto Brasília Ambiental, Polícia Militar, Polícia Civil e servidores da Administração Regional do Riacho Fundo II participaram da ação.

 

Pronto Emprego

A operação na região do Parque Ecológico do Riacho Fundo removeu 15 barracos de madeira desabitados, levando em conta as medidas de combate à Covid-19 e a proteção da população. Também foram retirados 5 mil metros lineares de cercas, um caminhão de esterco e desconstituídos 100 lotes demarcados para novas ocupações irregulares.

 

As ações de remoção na região serão contínuas, até que a área ocupada por construções irregulares seja devolvida à população. O mesmo deverá ocorrer nas diversas áreas do Distrito Federal, que sofrem com grilagens.

 

“A DF Legal tem por missão devolver à população do Distrito Federal as terras alvo de grileiros. Temos frentes que percorrem todas as administrações regionais e com apoio dos órgãos de fiscalização e de segurança garantem que a Pronto Emprego atue antes que ocupações irregulares se estabeleçam, causando prejuízos irreparáveis para todos”, afirma o secretário da DF Legal, Cristiano Mangueira.

 

A Operação Pronto Emprego, capitaneada pela DF Legal em parceria com diversos órgãos do GDF, tem por objetivo responder as demandas em um prazo de 72 horas, após o conhecimento do fato.

 

*Com informações do DF Legal

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543