Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/11/13 às 17h44 - Atualizado em 17/12/18 às 11h24

Entrega do parque Dom Bosco marca compromisso do Governo com área ambiental

“Temos clara a opção de que a questão ambiental é nossa principal política de governo”. A declaração é do governador em exercício, Tadeu Filipelli, feita na manhã do sábado (09/10), durante a entrega das obras de revitalização do parque Dom Bosco. Um dos mais visitados pontos turísticos de Brasília, o parque ganhou sede administrativa, salão de atividades socioambientais, banheiros, quiosque, veículos elétricos, ampliação do estacionamento e as reformas da capela e do anfiteatro. Ao todo foram investidos R$ 2,7 milhões.

Filipelli explicou que a revitalização do parque é fruto de compensação ambiental das obras de expansão do aeroporto de Brasília, feita pela Inframérica. Mas lembrou que esse recurso poderia ter sido aplicado em outra área, se não houvesse a decisão política do governo de priorizar o meio ambiente. “Prova de nossa opção pela área ambiental é que o GDF resolveu suprimir grandes empreendimentos imobiliários para criação de parques. Um exemplo disso é o parque Olhos D`Água. Os parques contribuem para proporcionar qualidade de vida em Brasília, e é isso que buscamos”, ressaltou.

O secretário de meio ambiente e recursos hídricos, Eduardo Brandão, também enfatizou o sucesso e a importância do programa Brasília Cidade Parque como grande legado deste governo. “O programa é uma realidade. Quando começamos não sabíamos direito como ia ser porque era algo novo e tudo que é novo é um desafio, suscita dúvidas. Mas hoje, depois de dois anos e meio, com o 11º parque sendo entregue para a população, podemos dizer que deu certo”, disse.

Brandão contou que a experiência do DF está inspirando secretários de meio ambiente de outros Estados. “Muitos estão nos procurando para saber como fazemos isso, como funciona o Brasília Cidade Parque. O grande legado que este governo deixará para a população será de fazê-la se apropriar, se apoderar dos parques, este é o conceito do programa. Hoje temos o meio ambiente como pauta positiva em todo o DF”, lembrou o secretário.

O presidente do Ibram, Nilton Reis, destacou que todo parque tem seu diferencial, e que o do Dom Bosco é a contemplação do lago Paranoá e a parte religiosa com a Ermida, construída em homenagem ao padre João Belchior Bosco, que teria sonhado com o surgimento da capital.

Nilton Reis fez questão de ressaltar a importância do trabalho dos auditores fiscais do Ibram dentro do Programa Brasília Cidade Parque. “O trabalho que eles fazem em prol do meio ambiente é único e de extrema responsabilidade. No início deste Governo eram 17 fiscais, hoje já são 40, mas já temos 60 aprovados em concurso”, lembrou.

O secretário de habitação, regularização e desenvolvimento urbano, Geraldo Magela, enfatizou que programa de revitalização dos parques faz parte de um projeto maior de resgate da autoestima do povo de Brasília. “O Governo Agnelo e sua equipe estão desenvolvendo projetos que pensam não só no hoje, mas nas gerações futuras”, considerou.

Já o administrador do Lago Sul, Wander Azevedo, lembrou que o público a ser beneficiado com a revitalização do parque Dom Bosco vai além dos moradores do Lago Sul. “Este parque é frequentado não só pela população local, mas também por moradores de São Sebastião, Jardim Botânico, Itapuã e de Regiões Administrativas que vem aqui usufruir dessa vista maravilhosa”, disse.

A solenidade de entrega das obras teve na abertura a apresentação de grupo de capoeira Berimbau Brasil, de Itapuã, conduzido pelo mestre Leo. Contou ainda com distribuição de pipoca, algodão doce, sucos, frutas e água para que o público se hidratasse bem, pois depois de uma semana de chuva, o sol marcou presença forte na manhã de sábado.

Quitutes na Orla – Depois da solenidade, o espaço ambiental foi tomado pelo evento Quitutes na Orla, que levou grande público ao local e ofereceu o melhor da gastronomia de Brasília a preços bem acessíveis. O organizador do evento, Miguel Galvão o descreveu assim: “são chefs renomados e novos chefs trazendo seus pratos a preços muito bons, num ambiente pra lá de agradável. Estamos provando que gastronomia combina com meio ambiente”.

Entregue o parque Dom Bosco, mais cinco parques permanecem em reforma com expectativa de finalização das obras ainda este ano. São eles: Três Meninas (Samambaia), Cortado (Taguatinga), do Riacho Fundo, da Estrutural, e Sucupiras (Planaltina). 

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543