Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/07/16 às 19h01 - Atualizado em 17/12/18 às 11h25

Educação Ambiental: Planaltina recebe Programa Fogo Apagou


As principais lideranças rurais da região administrativa de Planaltina receberam ação do Programa de Educação Ambiental “Fogo Apagou” na quarta (13/7). O programa é voltado para a prevenção de incêndios florestais, tendo como público alvo principal as comunidades rurais de potencial impacto às Unidades de Conservação e aos parques administrados pelo IBRAM. É uma atividade da Coordenação de Educação Ambiental (CODEA) do Instituto, que integra o Plano de Prevenção de Incêndios Florestais (PPCIF).

 

A ação, que contou com a participação de 25 representantes de várias comunidades da RA, teve como objetivo principal sensibilizar os proprietários rurais no que diz respeito à preservação ambiental. Foi realizada numa parceria do IBRAM com as Secretarias de Meio Ambiente (Sema) e de Agricultura (Seagri).


Na avaliação do coordenadora da ação, Aline Barreto, foi possível perceber que os pequenos agricultores estão muito antenados com as questões ambientais. “Já saímos com uma agenda para novos atendimentos em toda a área rural de Planaltina”, comemorou.


Durante uma das dinâmicas propostas os participantes tiveram a oportunidade de dar depoimentos, compartilhando suas experiências. Um produtor rural relatou que desde sua infância sempre ouviu histórias sobre onças e caçadores e que, devido a isso, tinha muito medo do animal, mas que hoje entende a beleza e a importância dos animais para o equilíbrio ecológico do planeta. “Aquela expressão pejorativa sobre falsidade quando a gente se refere a ‘amigo da onça’ deve mudar. Hoje em dia é muito melhor ser amigo da onça do que do homem, esse sim tem sido um bicho perigoso colocando em risco não só a vida de um bezerro, mas de todos os seres vivos da terra, até a dele próprio”, comentou.


Os coordenadores da atividade aproveitaram a referência à onça para abordar uma das preocupações da Coordenação de Fauna do IBRAM, que não conseguiu ainda novos registros da onça pintada na Estação Ecológica de Águas Emendadas (Esecae). Há o temor que o animal tenha sido vítima da caça ilegal. Foi um bom exemplo sobre como práticas, que o homem tem como lazer e diversão, como a caça, pode trazer danos irreparáveis ao meio ambiente e seu equilíbrio.


O Programa Fogo Apagou é realizado desde julho de 2010, e este ano o foco são as regiões do entorno da Esecae. Acontece como um trabalho prévio de conscientização sobre a importância de se estabelecer um conjunto de ações preventivas e de combate aos incêndios florestais, que estão associados às condições climáticas da região do Cerrado, caracterizada por um longo período de estiagem, favorecendo a disseminação de incêndios.

 

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543