Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/07/13 às 19h15 - Atualizado em 17/12/18 às 11h24

DF debate resíduos sólidos com municípios da RIDE

O GDF, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), promove nos meses de julho e agosto reuniões preparatórias para a 4ª Conferência Distrital do Meio Ambiente (CDMA), que neste ano debate o tema resíduos sólidos. Nesta quinta-feira (25), o encontro preparatório reúne os municípios de Formosa, Cabeceiras, Vila Boa, Água Fria de Goiás e Planaltina de Goiás. A ideia é discutir o tema em todas as cidades do DF e Região Integrada de Desenvolvimento Econômico (RIDE) para subsidiar o Plano de Gestão integrado. O encontro distrital será realizado nos dias 11, 12 e 13 de setembro.

Recentemente criado pelo governador Agnelo Queiroz, o Consórcio de Manejo de Resíduos Sólidos e Águas Pluviais da RIDE e Goiás – CORSAP trará benefícios para a Capital e os 20 municípios envolvidos. O acordo propõe a divisão das cidades em quatro pólos de solução de tratamento do lixo. “Com o consórcio poderemos dar um tratamento adequado para o lixo ao invés de uma solução para cada cidade. Para o meio ambiente não há fronteiras”, diz o secretário do Meio Ambiente do DF, Eduardo Brandão. Ele informa que Formosa já está finalizando o processo de desenvolvimento do Plano de Gestão de Resíduos Sólidos e que Planaltina do Goiás já tem o seu documento pronto. “A idéia do trabalho conjunto é organizar estas gestões”, conclui Brandão.

O GDF está empenhado em mudar uma realidade de 50 anos no DF, que possui o maior lixão a céu aberto em operação da América Latina. Após a Conferência Distrital haverá a Nacional, que será realizada em Brasília, dos dias 23 a 27 de outubro. 
Entre as principais ações do plano para o DF estão o fim das atividades do lixão da Estrutual; a abertura do Aterro Sanitário Oeste, localizado entre Ceilândia e Samambaia; a implantação da coleta seletiva em todo o DF; e a instalação de 12 centrais de triagem de materiais recicláveis para abrigar o trabalho das cooperativas de catadores.

A instalação de seis áreas para a reciclagem de resíduos da construção civil, duas áreas de aterro de inertes, e um centro de comercialização de materiais recicláveis também estão previstas. Um trabalho de inclusão social com todos os catadores por meio de formação profissional, assistência técnica e inserção de cooperativas e associações é um das principais metas do projeto.

Novo aterro e coleta seletiva – Outra novidade da área é a abertura dos envelopes, no próximo dia 30 de julho, com as propostas das empresas que farão o gerenciamento do Aterro Oeste, localizado entre Samambaia e Ceilândia. Em seguida, no mês de agosto, está previsto o encerramento da primeira etapa do processo para a implantação da coleta seletiva em todo o DF.

Reuniões preparatórias – A primeira reunião preparatória contou com a participação de mais de 150 pessoas das regiões de Sobradinho e Planaltina. O grupo definiu 25 propostas que serão levadas para o debate distrital, em setembro. Entre eles, a utilização de materiais menos poluentes e geração de trabalho e renda com a inclusão dos catadores. Também como resultado da reunião, foram eleitos quatro pré-candidatos que disputarão vagas para delegado na conferência nacional.

As conferências têm como foco a implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos nos âmbitos local e regional, com destaque para quatro tópicos: a produção e consumo sustentáveis; redução de impactos ambientais; geração de empregos e renda; e educação ambiental.

Saiba mais:
– Cronograma: encontros preparatórios 4ª CDMA

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543