Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/12/17 às 19h55 - Atualizado em 17/12/18 às 11h25

Concurso para revitalizar Orla do Lago abre inscrições

Estão abertas a partir de hoje, 18, as inscrições para o concurso de escolha da melhor proposta para a nova orla do Lago Paranoá, projeto conduzido pelo Governo do Distrito Federal que tem o Instituto Brasília Ambiental IBRAM) entre os principais órgãos realizadores, ao lado das Secretarias de Meio Ambiente (Sema), das Cidades e de Gestão do Território e Habitação, (Segeth), esta a responsável pela elaboração desse certame. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até 23 de fevereiro de 2018, pelo site:http://concurso.orlalivre.df.gov.br/

O edital do concurso para o Masterplan da Orla Livre do Lago Paranoá prevê R$ 2,5 milhões para o contrato vencedor e foi lançado na sexta-feira passada pelo governador Rodrigo Rollemberg.  No evento, no Teatro Nacional, ele agradeceu o compromisso de todos os órgãos de governo no processo e destacou a colaboração do IBRAM, até citando o empenho da ex-presidente do órgão, Jane Vilas Boas – a quem convidara para o evento – e a determinação do atual presidente, Aldo Fernandes, em avançar nesse projeto.  A desobstrução da Orla do Lago foi definida por ele como “um legado que deixaremos para as próximas gerações”. “Brasília devolve seu espaço mais nobre, bonito e atrativo para o conjunto da população, isso é um salto civilizatório”, disse ainda o governador.

Por sua vez, o chefe da Casa Civil do GDF, Sérgio Sampaio, salientou a importância do projeto com o meio ambiente. O edital do concurso, lembrou, estabelece que o vencedor deva fomentar a região como área de lazer democrática e de caráter ambiental. “O Lago é um importante manancial que serve como água potável para o DF, por isso devemos investir em uma proposta que tenha essa preocupação”, defendeu. As propostas devem contemplar projetos arquitetônicos, urbanísticos e paisagísticos que indiquem usos, atividades e a configuração dos espaços em toda a margem desobstruída pelo governo.

Para o titular da Segeth, Thiago de Andrade o objetivo é que o projeto traga qualidade urbanística, paisagística, ambiental e principalmente social.  “Esperamos um projeto conceitual, integrador, que amarre os 109 quilômetros da orla em um só conceito, de alta qualidade técnica e vanguarda artística”, aposta ele.  Os participantes terão de apresentar uma concepção geral para a orla e para a utilização do espelho d’água. Quem vencer também vai desenvolver o projeto básico para três áreas indicadas no edital — duas no Lago Sul e uma no Lago Norte.

PARQUES – Ao longo da Orla o IBRAM administra algumas áreas, como o Parque Ecológico Península Sul e o Parque Vivencial do Anfiteatro Natural do Lago Sul ou Parque Asa Delta (que obrigatoriamente serão adequados ao projeto), além do Parque Ecológico Dom Bosco e o Parque das Copaíbas, que também beiram o Lago Sul. No Lago Norte, margeiam o Lago Paranoá o Parque de Uso Múltiplo do Lago Norte e o Parque Ecológico das Garças. Neste último, a previsão é de se criar o Ponto de Atração Norte, com equipamentos culturais, artísticos e esportivos.

De acordo com o edital, a primeira área, no Lago Sul, vai do Trecho 1 do Setor de Clubes Esportivos até a Quadra 10 do Setor de Habitações Individuais, onde caberiam bosques, parques urbanos, trilhas, praia, píer, marinas e atividades de comércio e serviço de apoio para os visitantes, além de infraestrutura de permanência, como banheiros e áreas de lazer. Outra área abrange as Quadras 20 a 22 do Setor de Habitações Individuais. indicam aproveitamento para praia, píer, terminal atracadouro e trilhas e áreas predefinidas para construção de equipamentos públicos.

O contrato será arcado com recursos do Fundo de Desenvolvimento Urbano do Distrito Federal (Fundurb). Parte da remuneração, estimada em R$ 2,5 milhões, será paga no momento da assinatura com o vencedor do concurso. O restante será quitado em parcelas à medida que forem entregues o projeto consolidado, os projetos das três áreas e os cadernos de especificação.

PRAZOS – O resultado do concurso será divulgado em 21 de abril, no aniversário de Brasília. A comissão, formada por profissionais com alto grau de conhecimento nas áreas exigidas pelo certame, fará o julgamento das propostas de 17 a 20 de abril. Os cinco melhores trabalhos serão escolhidos e classificados por ordem de mérito. Esses passarão pela fase de habilitação. A equipe mais bem colocada entre as habilitadas sairá vencedora.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543