Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/10/13 às 22h01 - Atualizado em 17/12/18 às 11h24

Brasília debate resíduos sólidos em Conferência Nacional

07maio verde-700x197 

Amanhã (24) começa a 4ª Conferência Nacional do Meio Ambiente (CNMA). O evento será sediado em Brasília e vai até o dia 26 de outubro. Os 1.352 delegados, representando todos os Estados do país, debaterão a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) com base nas propostas cadastradas que tratam de quatro eixos prioritários: produção e consumo sustentáveis, redução dos impactos ambientais, geração de emprego e renda e educação ambiental.

No DF e Região Integrada de Desenvolvimento Econômico (RIDE), mais de 1.400 representantes da sociedade civil, do governo e do empresariado participaram dos encontros preparatórios com o objetivo de elencar os problemas específicos de cada comunidade a fim de propor uma política pública eficiente. Todas as propostas levantadas nas reuniões preparatórias serão apresentadas e discutidas na Conferência Nacional.

O secretário do meio ambiente do DF, Eduardo Brandão destacou a importância da mudança de comportamento de toda sociedade no enfrentamento de um grave problema das cidades, que é o tratamento e a destinação dos resíduos sólidos, tema de debate desta edição da conferência. “A Capital do país tem o maior lixão a céu aberto em operação da América Latina e o GDF tem se empenhado em mudar esta realidade”, diz Brandão.

Entre as principais propostas para o DF, estão o encerramento das atividades do lixão da Estrutural; a abertura do Aterro Sanitário Oeste, localizado entre Ceilândia e Samambaia; a implantação da coleta seletiva em todo o DF; além da instalação de 12 centrais de triagem de materiais recicláveis para abrigar de forma digna o trabalho das cooperativas.

A construção de seis áreas para a reciclagem de resíduos da construção civil, duas áreas de aterro de inertes, e um centro de comercialização de materiais recicláveis também estão previstas. Um trabalho de inclusão social com todos os catadores por meio de formação profissional, assistência técnica e inserção de cooperativas e associações é um das principais metas do projeto.

Debate nacional

As propostas levadas à etapa nacional vieram das 26 etapas estaduais e da etapa distrital, além das conferências livres, que podiam ser convocadas por qualquer cidadão, e realizadas via internet. Foram realizadas 224 conferências livres em 26 estados, que mobilizaram quase 25 mil pessoas. Essas modalidades foram utilizadas pela primeira vez na Conferência Nacional do Meio Ambiente.

Nas etapas estaduais foram discutidas as propostas dos municípios, levantadas durante as 643 conferências municipais e 179 regionais (que envolvia mais de um município), mobilizando 3.652 cidades. Durante a etapa nacional, será produzido um documento final com 60 ações prioritárias, sendo 15 por eixo. Esses resultados constarão na carta de responsabilidade compartilhada da 4ª CNMA.

A primeira Conferência Nacional do Meio Ambiente realizada em 2003 teve como tema o Fortalecimento do Sistema Nacional de Meio Ambiente, mobilizando 65 mil pessoas. Em 2005, ocorreu a segunda com o tema Gestão Integrada das Políticas Ambientais e Uso dos Recursos Naturais. Nessa edição foram mobilizadas 85 mil pessoas. A terceira conferência aconteceu em 2008 e mobilizou 115 mil pessoas para falar de Mudanças Climáticas.

 

Ciclo de debates

Na programação da 4º Conferência está previsto um ciclo de debates com temas diversos. Entre eles, Erradicação de lixões, Os desafios da coleta seletiva e suas articulações com a reciclagem, Os catadores na gestão de resíduos sólidos de excluídos da sociedade a empreendedores da reciclagem, entre outros.

Eduardo Brandão, secretário da Semarh/DF participará do debate: Os desafios da Coleta Seletiva e Articulação com a Reciclagem como debatedor, juntamente com Victor Bicca – representante da Coca-Cola da seção de Compromisso Empresarial para Reciclagem, Dalberto Adulis – diretor do Instituto Akatu, Sebastião Carlos dos Santos – representante do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis do Rio de Janeiro, o procurador Saint-Clair Honorato – representando o Ministério Público do Paraná e Samyra Crespo – diretora-presidente do Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

Serviço

A participação no evento será exclusiva de convidados e delegados. O credenciamento será feito apenas no local do evento, nos seguintes horários: 24 de agosto: 8h às 18h e 25 de agosto: 8h às 12h

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543