Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/03/18 às 10h05 - Atualizado em 2/03/18 às 10h06

Atropelamento de fauna no mundo em números

O atropelamento de fauna é reconhecido como a principal causa direta de mortalidade de vertebrados, superando outros impactos como a caça. Nos Estados Unidos foram estimados 365 milhões de atropelamentos/ano (década de 60), na Espanha 100 milhões (década de 90) e na Alemanha 32 milhões (1987-1988).

 

Segundo o Centro Brasileiro de Estudos de Ecologia de Estradas – CBEE  estima-se que mais de 15 animais morrem nas estradas brasileiras a cada segundo. Diariamente devem morrer mais de 1,3 milhões de animais. E ao final de um ano mais de 475 milhões de animais selvagens são atropelados no Brasil.

 

De acordo com o CBEE a grande maioria dos animais mortos por atropelamento são pequenos vertebrados, como sapos, pequenas aves, entre outros. O CBEE estima que morrem aproximadamente 430 milhões de animais pequenos. O restante dos 45 milhões se dividem em 43 milhões de animais de médio porte (p.ex. gambás, lebres, macacos) e 2 milhões são de grande porte (p.ex. onça-parda, lobos-guarás, onça-pintadas, antas, capivaras).

 

Para fins de comparação, o Relatório Nacional sobre o Tráfico de Fauna Silvestre da RENCTAS (Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres) de 2001 estima que 38 milhões de espécies silvestres sejam capturadas da natureza no Brasil, o que demonstra a relevância dos impactos causados pelo atropelamento de fauna.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543