Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/12/13 às 18h39 - Atualizado em 17/12/18 às 11h24

Ar sob controle

Integrantes do Comitê de Gestão Integrada, Semarh e Ibram mantêm campanha de qualidade ambiental na Rodoviária do Plano

 

De segunda a sexta, durante o período de duas horas, três veículos adaptados estacionam na Rodoviária do Plano Piloto com uma missão: realizar os serviços de monitoramento da poluição sonora, da qualidade do ar e da incidência da radiação ultravioleta solar. Um dos carros, automatizado, emite dados detalhados sobre as medições, a cada 15 minutos, à Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh).

Além dos veículos, estações fixas acumulam dados sobre o ar 24 horas por dia. Nelas, são calculados valores relativos à fumaça, ao dióxido de enxofre (SO2), às partículas totais em suspensão e às partículas inaláveis. Tais poluentes podem trazer malefícios à saúde.

As ações fazem parte da Campanha da Qualidade Ambiental, coordenada pela Semarh, cujo objetivo é sensibilizar os usuários do terminal para a relação entre as questões ambientais e a saúde. O Instituto Brasília Ambiental (Ibram), órgão integrante do Comitê de Gestão Integrada (CGI) da Rodoviária do Plano Piloto, participa com leitura dos dados colhidos sobre o ar.

Quando os níveis dos ruídos e da qualidade do ar são insatisfatórios, os responsáveis recebem comunicados educacionais sobre o assunto. Com materiais explicativos, a população também é informada acerca da campanha e sobre poluição sonora, qualidade do ar e proteção quanto à radiação solar.

“A nossa preocupação maior, em um primeiro momento, é o impacto da poluição veicular na população, por isso, fazemos o controle mais detalhado possível dessas emissões”, explica o Subsecretário de Saúde Ambiental, Luiz Maranhão.

Para o garçom Juan Silva, 32 anos, o trabalho realizado pelos órgãos é relevante. “Acho muito importante para o nosso conhecimento; isso vai melhorar o dia a dia dos trabalhadores que passam por aqui”, explica ele, que utiliza dos serviços do terminal cinco vezes na semana.

Coordenador da Rodoviária, Severiano Rodrigues completa: “o controle da poluição é fundamental, porque só assim vamos saber como está o ar que respiramos aqui.”

Resolução – Para classificar a qualidade do ar monitorado, segue-se a resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) nº 3/1990, que estabelece para os poluentes limites máximos de concentração. Na ocasião em que são ultrapassados, estes podem afetar a saúde, a segurança e o bem-estar da população, bem como ocasionar danos ao meio ambiente, em geral.

Segundo o Gerente de Monitoramento da Qualidade Ambiental e Gestão dos Recursos Hídricos do Ibram, Carlos Henrique Rocha, duas estações de medição automáticas foram adquiridas e estão em fase de testes. “Uma delas será instalada na Rodoviária; com isso, vamos conseguir monitorar todos os gases que constam na resolução do Conama nº 3/1990.”

Além da Semarh e do Ibram, também participam da Campanha da Qualidade Ambiental a Universidade de Brasília (UnB) e o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

CGI – O Ibram é um dos 14 órgãos que integram o Comitê de Gestão Integrada da Rodoviária. O grupo, sob a articulação da Casa Civil, atua de forma coordenada e planejada no terminal, de acordo com o plano de ações aprovado em setembro pelo governador Agnelo Queiroz.

SERVIÇO

Os resultados da Campanha da Qualidade Ambiental podem ser conferidos na página da Semarh:http://www.semarh.df.gov.br/qualiar/

 

Fonte: Casa Civil

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543